Internacional

#BLACKLIVESMATTER

Massivos protestos em Berlim e Londres por justiça por George Floyd

Há alguns dias a solidariedade e os pedidos de justiça por George Floyd chegaram ao velho continente. Neste sábado foram registradas enormes manifestações em Londres e Berlim.

segunda-feira 8 de junho| Edição do dia

O racismo é uma questão estrutural do capitalismo moderno e, ainda que por esses dias tenha ganhado muita relevância nos EUA depois do assassinato de George Floyd, isso não significa que não exista no resto do país e do mundo.

A grande demonstração disso é a indignação e a raiva internacional e a rapidez com a qual se propagaram as marchas por justiça por Floyd, sob a consigna #BlackLivesMatter a todo o mundo, mas principalmente na Europa.

Na sexta-feira passada os maiores protestos da Europa se deram na Alemanha, pontualmente em Hamburgo e Frankfurt. Neste sábado se repetiram manifestações em ambas cidades, porém, se somou a uma massiva concentração no centro de Berlim, na conhecida Alexanderplatz (Praça Alexandre).

Segundo informa a cadeia alemã Deutsche Welle, a praça estava completamente cheia e a polícia impedia o acesso de mais menifestantes. Na quinta passada Berlim se converteu no primeiro estado da Alemanha a aprovar uma lei anti-discriminatória própria, um pequeno avanço mas que não apaga de nenhuma maneira a discriminação que existe no país, que se expressa majoritariamente contra imigrantes do Meio Oriente.

A polícia reprimiu a manifestação e levou várias pessoas detidas durante a desconcentração.

Na cidade de Munich também protestavam milhares de pessoas segundo informa o portal do Klasse Gegen Klasse, parte da rede internacional do Esquerda Diário.

Fora da Alemanha as maiores manifestações foram registradas em Londres, onde o racismo policial também é moeda corrente para as minorias raciais. E também é um problema sistêmico que se expressa em todos sos âmbitos da vida. O site do Financial Times publicou no começo de maio estatísticas oficiais que diziam que 70% dos profissionais da saúde que morreram por coronavírus pertenciam a alguma minoria racial do país.

Centenas de milhares de pessoas se concentraram na quarta-feira passada no mítico Hide Park em uma manifestação que surpreendeu a todo mundo pelos números e terminaram com 13. Neste sábado se repetiram protestos massivos no centr de Londres.

Uma multidão de cidadãos, muitos deles com máscaras faciais e luvas, se juntaram na Praça do parlamento, no centro de Londres, enquanto que também foram convocados mobilizações em outras pares do país.

O atroz crime contra George Floyd despertou a ira contra o racismo a nível internacional, não esperamos que os ânimos se acalmem logo.




Tópicos relacionados

Berlim   /    #BlackLivesMatter   /    George Floyd   /    Black Lives Matter   /    Londres   /    Internacional

Comentários

Comentar