Internacional

TRABALHADORES ARGENTINA

Massivo bloqueio na autopista 25 de Maio pelos trabalhadores da AGR-Clárin na Argentina

terça-feira 24 de janeiro de 2017| Edição do dia

Depois de ter realizado um massivo bloqueio em uma autopista, trabalhadores e organizações apoiadoras marcharam até o Obelisco, monumento da cidade de Buenos Aires (Argentina). Os manifestantes se colocam contra o locaute da fábrica gráfica e os quatrocentos demitidos. Houve apoio de membros do sindicalismo combativo e da esquerda.

AGR-Clarín: marcham até o Obelisco, monumento de Buenos Aires (Argentina)

Por volta das 10h30 dessa terça-feira, aconteceu a jornada nacional de luta convocada pelos trabalhadores da AGR-Clarín (Argentina) e organizações que vêm apoiando a sua luta. Ocorreram manifestações tanto na cidade argentina de Buenos Aires, como em Córdoba, Santa Fé e Mendoza.

Na cidade de Buenos Aires, desde o meio da manhã, setores da esquerda e do sindicalismo combativo se encontraram nos arredores do Canal 13, localizado no cruzamento das avenidas Nove de Julho e San Juan.

A manifestação contou com a presença de delegações de Suteba La Matanza (importante sindicato de docentes), trabalhadores da MadyGraf, Junta Interna delGarranhan (hospital da região), Sutna, Sitraic (dois importantes sindicatos de trabalhadores), AGD-UBA (sindicato de docentes), FUBA (Federação Universitária de Buenos Aires), CEFyL (Centro de Estudantes de Filosofia e Letras), PTS, PO, Izquierda Socialista (todos integrantes da Frente de Izquierda, existente no país).

Também estavam presentes alguns dos principais pertencentes da Frente de Izquierda, como o deputado nacional NéstorPitrola, o legislador portenho Marcelo Ramal, a deputada nacional (MC) Myriam Bregman, Christian Castillo, Patriciodel Corro e Guillermo Kane, entre outros. Acompanharam também o jornalista Pablo Llonto e a advogada pertencente da Correpi, María Carmen Verdú.

Depois do massivo bloqueio, os trabalhadores e suas famílias, as organizações e os apoiadores se dirigiram até o Obelisco, importante monumento de Buenos Aires, onde terminou a mobilização.

Na cidade de Córdoba, organizações sociais e políticas de esquerda foram até a porta do jornal La Voz del Interior, parte da mídia do Grupo Clarín.

Em Santa Fé, houve um bloqueio no acesso ao Parque Industrial de SauceViejo, também em apoio à luta de AGR-Clarín.




Tópicos relacionados

Internacional

Comentários

Comentar