Internacional

PROTESTOS NO HAITI

Massivas mobilizações no Haiti somam 3 mortos pelas mãos da polícia

Durante estes últimos dias, as principais cidades do Haiti têm sido cenário de massivos protestos contrários ao mandato do presidente direitista Jovenel Möise.

terça-feira 12 de fevereiro| Edição do dia

Neste sábado foi registrada em Porto Príncipe uma terceira pessoa falecida nos massivos protestos convocados pela oposição e organizações sociais contra o presidente da nação. Um jornalista do The Associated Press viu ao menos uma pessoa morta por um disparo efetuado pela polícia.

Desde quinta-feira da semana anterior, centenas de manifestantes têm saído às ruas do Haiti contra a inflação de mais de 15% e a desvalorização acelerada da moeda nacional. Ademais, veio à tona um informe do Tribunal Superior do país, o qual detalha que ao menos 15 ex-ministros da atual e das anteriores administrações desviaram mais de 4 bilhões de dólares do programa Petrocaribe, o qual é impulsionado pela Venezuela.

Diante dos massivos protestos, o presidente do país caribenho anunciou ações para esclarecer o caso de corrupção e um pacote de medidas para amenizar a profunda crise econômica pela qual passa o país. As quais para os próprios haitianos não seriam mais do que meras manobras para dissipar as manifestações contra seu mandato, uma manifestante declarou à rede Agence France-Presse: "Faz dois anos que Jovenel prometeu encher nossos pratos, mas eu não como mentiras".

O povo pobre e trabalhador do Haiti têm demonstrado nas ruas seu descontentamento e desconfiança com as autoridades, enfrentando diretamente a polícia e tomando os espaços públicos como medida para buscar uma saída a essa crise, para um país que viveu invasões e múltiplos golpes de Estado este é o único caminho capaz de libertar seu povo das correntes.




Tópicos relacionados

Internacional

Comentários

Comentar