Educação

ARGENTINA

Massiva mobilização pela educação pública em Mendoza

Mais de 15 mil pessoas marcharam em defesa da educação pública. Professores, não-docentes e estudantes; universitários, secundaristas e terciários (formações de licenciatura) se unificaram sob a exigência de mais e melhor educação.

terça-feira 28 de agosto| Edição do dia

Mais de dois mil universitários se concentraram no prédio da UNCuyo e de ali desceram até o entro da Cidade de Mendoza, onde confluiram com colunas de terciarios até conformar uma coluna de mais de 15 mil pessoas em defesa da educação pública, gratuita, laica e de qualidade.

Após uma semana de assembleias na maior parte das faculdade e medidas de luta como a ocupação da reitoria, os estudantes da UNCuyo conseguiram romper novamente o cerco midiático pela grande convocatória. Exigem o aumento do salário docente e dinheiro para a educação, não para a dívida pública, nem para a Igreja.

Também marcharam nesta coluca estudantes dos colégios universitários que, após encabeçar a maré verde pelo aborto legal, se somam também à batalha em defesa da educação pública.

"Encontré la solución al problema del presupuesto, se lo sacamos a los curas y se lo damos a los maestros (Encontrei a solução do problema do orçamento, tiramos dos padres e lhes damos aos professores)”, cantavam enquanto desciam da Universidade até a Praça Independência. O conflito dos docentes universitários por seu salário, encontrou um amplo apoio entre os estudantes de todos os níveis educativos, que se somaram massivamente colocando também a denúncia do ajuste que vem sofrendo a educação pública.

A enorme coluna de estudantes terciarios também se destacou que estão há uma semana em luta contra o decreto da DGE que ataca a continuidade dos cursos nos IES. Junto aos estudantes terciarios do estado, também se mobilizou o Sute.

A marcha terminou na Casa do Governo de Mendoza. Uma coluna voltou à Praça Independência, onde ocorria uma sessão pública do Conselho Superior da UNCuyo.

Maite Rivera, estudante da Faculdade de Filosofía e Letras e representante da Izquierda al Frente - Pan y Rosas

O plano de luta continua na UNCuyo
Durante o dia de hoje se realizarão assembleias na maioria das faculdades, para ir com delegados a interfaculdades. Será nesta quarta-feira as 18h00 na Reitoria. Na quinta-feira, os estudantes de Mendoza se somarão à marcha nacional que ocorrerá em todo o país.




Tópicos relacionados

Argentina   /    Educação   /    Juventude   /    Internacional

Comentários

Comentar