Política

MARCHEZAN JR.

Marchezan corta cursinho popular para alunos pobres

Mais um corte anunciado pelo prefeito Marchezan para a cidade de Porto Alegre. Alegando falta de dinheiro fechará os cursos de pré-vestibular bancados pela prefeitura para pessoas de baixa renda, ao passo que mantém privilégios de políticos e empresários.

quarta-feira 19 de julho| Edição do dia

Segundo a secretaria de Desenvolvimento Social, Maria de Fátima Záchia Paludo, confirmou que o corte e disse que é pela crise financeira da prefeitura. Os pré-vestibulares preparavam tanto para o Enem, quanto para demais vestibulares.

As justificativas da prefeitura não versam sobre o aumento do salário dos secretários de Marchezan, aprovado em maio deste ano. O impacto da medida é de cerca de R$ 300 mil por ano para o orçamento do município. Para os pré-vestibulares eram destinados R$ 500 mil.

Mesmo tão evidente que Marchezan retira dos trabalhadores para manter os privilégios dos empresários e de sua base, Fátima ainda afirma que o corte é para "garantir o atendimento das crianças nas creches e no Ensino Fundamental". Mas já vem cortando também na educação, cortado da carne da merenda dos alunos e aprovou parcelamento do salários dos municipários.

Além da rede de educação infantil e ensino fundamental estarem longe de suprir toda a necessidade do município, servem de desculpas para Marchezan cortar de outros estudantes. Ao passo que mantém isenções milionários para empresários e grandes salários para os burocratas de seu governo.




Tópicos relacionados

Marchezan   /    PSDB   /    Educação   /    Porto Alegre   /    crise econômica   /    Crise gaúcha   /    Política

Comentários

Comentar