Gênero e sexualidade

PARADA TRANS

Marcha do Orgulho Trans em SP destaca luta por direitos e contra a transfobia

Nessa sexta feira, dia 1° de junho, aconteceu em São Paulo a primeira marcha do Orgulho Trans. A marcha contou com centenas de pessoas ocupando as ruas do centro da cidade e gritando por direitos tão básicos como deveria ser o direito a vida!

sexta-feira 1º de junho| Edição do dia

Fotos: Midia Ninja

O Brasil matou ao menos 868 travestis e transexuais nos últimos oito anos, fato que deixa o no topo do ranking de países com mais registros de homicídios de pessoas trans (O dado foi publicado pela ONG Transgender Europe (TGEu) em novembro de 2016).

Em 2017, os assassinatos aumentaram em 30%. O Brasil não só bateu seu bateu próprio recorde nos últimos 10 anos, como também bateu recorde mundial, ganhando o título de país que mais mata trans e travestis no mundo!

No mesmo ano, um Juiz do DF liberou, com toda a força da bancada evangélica, a "Cura Gay" que coloca a homossexualidade como uma doença! Dados como esses são assustadores, mas não são nenhuma novidade para essa parcela invisibilizada por parte da sociedade brasileira, que precisa resistir a uma rotina de exclusão, violência e luta diária pela suas vidas!

Devemos ter em mente que a luta contra as opressões sofridas por pessoas trans deve ser em conjunto com a luta dos trabalhadores, pois apenas com o fim desse sistema que precariza nossas vidas e submete a população à violência diária, é que iremos ter uma vida digna e que não nos permita apenas sobreviver!




Tópicos relacionados

Violência Transfóbica   /    Homofobia e Transfobia   /    São Paulo (capital)   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar