Sociedade

XENOFOBIA

Manifestantes de Extrema direita ameaçam e agridem imigrantes em protestos na Alemanha

Manifestantes de extrema direita saíram às ruas da cidade de Chemnitz no leste da Alemanha, nesta segunda-feira, 27, em protestos extremamente reacionários, onde ocorreu conflito com grupos de esquerda, com a polícia, e houve ameaça e agressões a imigrantes.

segunda-feira 27 de agosto| Edição do dia

Manifestantes de extrema direita saíram às ruas da cidade de Chemnitz no leste da Alemanha, nesta segunda-feira, 27, em protestos extremamente reacionários, onde ocorreu conflito com grupos de esquerda, com a polícia, e houve ameaça e agressões a imigrantes. O conflito foi ocasionado pelos atos que os militantes extremistas da direita saiu nas ruas neste domingo, 26, exigindo a deportação dos imigrantes da Alemanha. O motivo foi a morte de um alemão que foi esfaqueado após uma briga onde a polícia atribuiu o crime a um imigrante sírio e outro iraquiano.

Cerca de 1.000 manifestantes de esquerda saíram no protesto gritando os slogans como “Fora nazistas” e “Não há à propaganda nazista”. Do Outro lado, um grupo de maior de manifestantes direitistas retrucaram com slogans racistas como “Nós somos mais altos, somos mais fortes”. Os extremistas de direita arremessaram garrafas e fogos de artifício contra os manifestantes de esquerda antes mesmo de começar a marcha. A tropa de choque interveio no conflito.

A promotora Christine Muecke disse a repórteres na segunda-feira que o assassinato do alemão de 35 anos que foi ferido durante o confronto depois de um festival de rua e morreu no domingo, resultou de uma discussão que se intensificou. Dois homens que foram detidos eram imigrantes, e por isso a direita colocou os pés nas ruas e e usaram o caso como pretexto para disseminar seu discurso de ódio.

Chemnitz é uma cidade tradicionalmente reacionária e conservadora. Onde quase um quarto dos eleitores apoiou a extrema-direita no ano passado. Vídeos postados em redes sociais mostram os manifestantes de extrema direita ameaçando e perseguindo os pedestres, principalmente os imigrantes. Um adolescente sírio e um adolescente afegão foram atacados em incidentes separados mas não foram gravemente feridos e um búlgaro de 30 anos também foi ameaçado.

É realmente um absurdo movimentos de extrema direita e fascistas se manifestando nas ruas e disseminando suas mensagens de ódios ao imigrantes e também agredindo-os e ameaçando-os. Não é muito diferente como ocorreu aqui no Brasil no estado de Roraima onde um grupo reacionários atacou imigrantes venezuelanos e queimou seus pertences e expulsaram-os para o outro lado da fronteira, onde sofrem uma extrema miséria e grande parte da população passa fome. Grupos esses que são influenciados por políticos de extrema direita como Jair Bolsonaro, reacionário defensor da ditadura que hoje é candidato à presidência. E além de fazer declarações xenófobas, também já fez declarações racista ao povo quilombola dizendo que “não servem nem para reproduzirem”. É extremamente revoltante e odioso os casos de violência que grupos de extrema direita realiza com a população mais oprimida.




Tópicos relacionados

Extrema-direita   /    Imigrantes   /    Xenofobia   /    Sociedade   /    Racismo

Comentários

Comentar