HOSPITAL UNIVERSITÁRIO USP

Manifestação em defesa do HU da USP entrega abaixo-assinado à reitoria

Estudantes, funcionários, professores e moradores da região do Hospital Universitário realizam manifestação em defesa do HU, com o objetivo de entregar o abaixo-assinado, que já conta com mais de 60 mil assinaturas, na reitoria da USP.

sexta-feira 2 de março| Edição do dia

Uma das pautas fundamentais do ato é que a verba adicional de 48 milhões seja usada para contratação imediata de funcionários por via de concurso público da USP, e não por ações ou terceirização, como já vem sinalizando a Fundação Faculdade de Medicina (FMM).

Numa luta histórica de trabalhadores e estudantes, o mais recente combate é em relação ao novo reitor da USP, Vahan, que entrou para seguir implantando os ataques de Zago contra os trabalhadores, comunidade acadêmica e população. O HU era para Zago um parasita, como ele mesmo declarou, das contas públicas da USP. Para isso, Zago planejou desvincular o HU da USP, mas encontrou uma forte resistência dos trabalhadores que fizeram uma forte greve em 2014 barrando a desvinculação.

Entretanto, Zago continuou com seus planos, e então aplicou um desmonte no hospital promovendo demissões voluntárias, diminuindo brutalmente o quadro de funcionários e fechando muitos leitos e o Pronto Socorro. Vahan, em poucos dias de gestão, já se articulou com a burocracia acadêmica para repassar o hospital para ser gerido por outro órgão, o que aprofunda o sucateamento do HU, piorando o atendimento, abrindo a 2ª porta (para atendimento de convênios) e avançando com a terceirização, respaldando-se na reforma trabalhista de Temer.

Estudantes, trabalhadores, professores e moradores da região seguem em luta. Inclusive, o ato passou em frente ao bandejão, numa manifestação de unificação das lutas, já que Vahan abriu um edital para privatizar parte do bandejão e que está em constante ameaça de terceirização do trabalho.

Confirma imagens direto do ato:

Vídeo de Marcello Pablito, trabalhador do bandejão e dirigente do Sintusp, e Bárbara, trabalhadora do HU e também diretora do Sintusp.

Fala de Bianca Coelho da Juventude Faísca - Anticapitalista e Revolucionária.




Tópicos relacionados

Hospital Univeristário da USP   /    SINTUSP   /    Saúde   /    USP   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar