14J CONTRA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Manifestação em Osasco contra reforma da previdência fecha lojas da região

Saindo de uma concentração no largo de Osasco a manifestação no calçadão seguiu sentido avenida dos Autonomistas, fechando as loja na região.

sexta-feira 14 de junho| Edição do dia

A manifestação, que começou por volta das 9:00, contou com a presença dos dirigentes sindicais dos comerciários, metalúrgicos, químicos, bancários, gráficos e professores além de organizações sindicais movimentos sociais e organizações políticas.

Durante o trajeto a manifestação foi exigindo que as portas dos estabelecimentos comerciais fechassem em apoio a manifestação.

No período da manhã o sindicato dos metalúrgicos e dos químicos passaram em fábricas da região dialogando com os trabalhadores sobre a reforma da previdência e em algumas unidades chegaram a aprovar paralisações parciais. A política das centrais sindicais também se expressou aí onde os sindicatos buscaram aprovar paralisações durante a semana colocando que os trabalhadores deveriam ficar em suas casas no lugar de estarem ativamente garantindo o fechamento das fábricas e das mobilizações.

As centrais sindicais precisam deixar de negociar nosso futuro com centrão e Bolsonaro e organizar um plano de luta, que de fato se efetive em todos os locais de trabalho para barrar a reforma da previdência e os cortes educação. Só com os trabalhadores tomando as lutas em suas mãos é possível derrotar os ataques que Bolsonaro quer descarregar sob os trabalhadores e fazer com que seja os capitalistas a pagarem pela crise.




Comentários

Comentar