Educação

EDUCAÇÃO FEDERAL CONTRA OS CORTES

Manhã de luta no IFSP de Hortolândia

terça-feira 30 de agosto| Edição do dia

Na manhã de hoje (30/08), os estudantes do Ensino Médio Integrado do Instituto Federal de Hortolândia, juntos com os servidores técnicos-administrativos e docentes, fizeram uma manifestação pela cidade. Com cerca de 200 pessoas, eles caminharam por importantes avenidas para protestarem contra os cortes na educação anunciados pelo MEC e contra a PEC 241, que congelará o orçamento da educação e da saúde pelos próximos vinte anos.

Os estudantes também apresentaram seu panfleto e explicaram para a população o motivo do protesto e o que esses cortes e essa PEC significarão para o Instituto Federal, em particular, e para a educação pública, em geral. A manifestação foi bem recebida pela população e os estudantes ficaram satisfeitos com essa primeira intervenção na cidade.

Como declarou a estudante do primeiro ano de Informática e membro do Grêmio Nelson Mandela, Bianca, “os estudantes entendem os cortes como uma tentativa, ainda que maquiada, de fechar os Institutos de todo Brasil”. Para eles, os cortes na educação e a PEC do governo Temer, “compromete o futuro de todos os estudantes brasileiros”.

Mas com confiança na luta, segue a estudante: “Esperamos que nossa luta não permita isso. E esperamos que mais é mais pessoas possam se juntar a nós. O dia de hoje, com certeza, será lembrado por todos os alunos dos IFs, pois, mais do que uma aula de cidadania, hoje apreendemos a exercê-la, fazendo cartazes, entregando panfletos, cantando gritos de guerra ou guiando a galera, todos aprendemos que ‘educação é um direito, e cortes eu não aceito’”.

Os estudantes e servidores do IFSP de Hortolândia permanecem mobilizados e organizados contra os cortes e a PEC 241, ou, como cantaram os estudantes, “a PEC da maldade”.




Tópicos relacionados

Educação   /    Campinas   /    Juventude

Comentários

Comentar