CRISE DO ÓLEO NO NORDESTE

Manchas de petróleo atingem o litoral do Sudeste, enquanto Bolsonaro segue ignorando

Nesta quinta feira (07), apareceu pela primeira vez na região Sudeste manchas de petróleo cru. Foram encontrados fragmentos de óleo que chegaram à praia de Guriri, em São Mateus, Espírito Santo. As manchas de petróleo infestaram as praias da região Nordeste do país nos últimos dois meses.

sábado 9 de novembro| Edição do dia

Nesta quinta feira (07), apareceu pela primeira vez na região Sudeste manchas de petróleo cru. Foram encontrados fragmentos de óleo que chegaram à praia de Guriri, em São Mateus, Espírito Santo. As manchas de petróleo infestaram as praias da região Nordeste do país nos últimos dois meses.

Segundo nota do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), composto pela Marinha, Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), as amostras da substância foram encaminhadas para o Instituto de Estudos do Mar (IEAPM). O órgão confirmou ser o mesmo óleo encontrado no litoral do Nordeste.

Segundo o Ibama, o óleo já atingiu 409 localidades e, até o momento, foram retiradas aproximadamente 4.300 toneladas de resíduos de óleo. Enquanto isso, o governo Bolsonaro, e o ministro do meio ambiente, Ricardo Salles continuam negligenciando e tendo descaso para combater os vazamentos de petróleo, além de atacar leis de proteção ambiental como o caso dos manguezais.

Cada vez mais o governo deixa muito explícita seu descaso com a população que vive em diversas cidades do Nordeste que continuam sendo atingidas pelas manchas de óleo. Boa parte da população tem a pesca como sustento.




Tópicos relacionados

Vazamento de óleo no Nordeste   /    Governo Bolsonaro   /    Meio Ambiente

Comentários

Comentar