Mundo Operário

CAMPINAS

Mais uma vez Jonas irá atrasar o salário dos servidores públicos em Campinas

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Campinas (STMC) foi informado pelo governo municipal que haverão atrasos no pagamento dos servidores públicos. O pagamento deveria ser feito nesta quinta-feira, 29/12, mas uma parcela dos trabalhadores deverão receber apenas dia 4 de janeiro.

segunda-feira 2 de janeiro| Edição do dia

Não é a primeira vez que a prefeitura de Campinas atrasa o pagamento dos servidores. Os atrasos e parcelamentos tem se tronado sistemáticos desde outubro de 2016. O governo Jonas alega que há uma crise financeira na prefeitura e que "as contas não estão fechando". O décimo terceiro dos servidores já foi ameaçado assim como seu fundo previdenciários. Em novembro Jonas junto a câmera de vereadores iniciaram uma manobra ilegal para tomar de assalto o fundo previdenciário criado pelos servidores públicos alegando que seria utilizado para pagar o salário dos mesmos.

Enquanto Jonas e a câmera de vereadores, atrasam os salários dos servidores, e tentam roubar o fundo previdenciário, os políticos, juízes e funcionários de alto escalão seguem recebendo salários milionários, sendo que estes parecem estar sempre assegurados mesmo em "tempos de crise".

Entenda o caso

Em novembro de 2016 o Esquerda Diário participou das manifestações dos servidores públicos contra o roubo do seu fundo previdenciário e denunciou o esquema armado na surdina pelo governo Jonas e a câmera de vereadores. O governo alega que devido a crise financeira que o município vem passando, que já deixou milhares de trabalhadores terceirizados sem salários devido aos calotes aplicados pela prefeitura, o fundo previdenciário criado pelos trabalhadores municipais seria utilizados pera fechar as contas da prefeitura. Embora demagogicamente Jonas alegasse que o dinheiro iria para pagar os salários dos servidores na ativa, o destino real deste dinheiro era incerto. Além disto esta manobra não deixa nenhuma garantia ara o pagamento das aposentadorias.




Tópicos relacionados

Campinas   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar