Política

LAVAGEM DE DINHEIRO

Mais um inquérito de corrupção contra Aécio Neves

Foi aberto mais um inquérito contra o senador afastado Aécio Neves, por “suposta” lavagem de dinheiro.

quinta-feira 22 de junho| Edição do dia

Marco Aurélio Neto, ministro do STF, autorizou hoje, quinta feira (22/06) a abertura de mais um inquérito contra o senador afastado Aécio Neves. Após muitas denúncias na operação lava jato, Aécio foi afastado do cargo com a escandalosa delação da JBS. O novo inquérito foi aberto a pedido do procurador geral da republica, Rodrigo Janot.

A nova investigação é para apurar o pagamento de suposta propina no valor de dois milhões de reais recebidos pelo empresário da JBS, Joesley Batista. Valor “supostamente” pago a Aécio para favorecer a JBS.

A defesa do senador afastado alega que o novo inquérito em nada muda os trâmites de defesa, visto que é desdobramento das denúncias já feitas na delação de Joesley, e que o valor de dois milhões são referente a um empréstimo pessoal que Joesley fez a Aécio numa relação entre duas pessoas sem envolver recursos ou favores públicos.

O senador alega também, em um vídeo que postou em sua pagina no Facebook, que esse valor é referente a um empréstimo que o mesmo solicitou a Joesley para pagar seus advogados em sua defesa. Como disse Fabio Porchat em seu talk show, parece que Aécio vai contratar a Liga da Justiça para defendê-lo.

Com a abertura desse novo inquérito Aécio é alvo de nove investigações no STF, cinco abertas a partir da delação da Odebretch, duas do senador cassado Delcídio do Amaral e mais duas a partir das delações da JBS.

Aécio já foi denunciado por Janot a partir das delações da JBS por corrupção passiva e obstrução da justiça.




Tópicos relacionados

Aécio Neves   /    Operação Lava Jato   /    Política

Comentários

Comentar