Gênero e sexualidade

FEMINICÍDIO

Mais de 30% de casos de feminicídio em SP foram causados por companheiros das vítimas

Do total de 272 mulheres assassinadas no estado de São Paulo de janeiro a junho do ano de 2017, 93, o equivalente a um terço, foram mortas pelos companheiros, segundo a Secretaria de Segurança Pública, sendo que nos últimos dois dias (20 e 21 de agosto), quatro mulheres foram mortas na capital paulista.

quarta-feira 23 de agosto| Edição do dia

Segundo o SPTV, pelo menos 19 mulheres foram assassinadas na Grande São Paulo, sendo que 11 desses assassinatos ocorreram na própria capital e foram motivados por ciúmes, traição, disputa pela guarda do filho, gravidez indesejada e porque o marido não aceitava a separação. Além disso, dos homicídios entre casais, 70,1% das vítimas são mulheres. Em matéria do portal G1, ainda é destacado um caso em que um homem matou duas amigas de sua companheira por elas “atrapalharem o relacionamento dos dois”.

Os quatro casos ocorridos nos últimos dois dias na cidade de São Paulo envolveram o assassinato de uma mulher pelo marido Policial Militar, que fugiu com a criança de 7 anos, o estrangulamento de uma mulher pelo seu namorado, que foi delatado pelo pai, uma morte de uma mulher causada pelo marido alcoolizado e outro caso em que uma juíza foi assassinada pelo marido, que era delegado na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Em um país onde cerca de 5 mil mulheres são mortas apenas por serem mulheres, é urgente que os governos tomem medidas de emergência para que cessem esses assassinatos e previnam a violência de gênero.




Tópicos relacionados

Mulheres   /    Feminicídio   /    Machismo   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar