Política

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Maia e golpistas aceleram discussão da nefasta Reforma da Previdência

quinta-feira 15 de fevereiro| Edição do dia

Imagem: Veja

Está marcada para próxima terça-feira, dia 20, como unica sessão do dia a votação da reforma da previdência. Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), vem se reunindo com Temer para abertamente comprar os indecisos. Por parte do governo essa compra, através de obras, emendas parlamentares, ou até liberar a escravidão não é noticia nova, mais de 10 Bi já foram destinados a isso, além de mais de 50 que o governo ameaça cortar se não aprovar a reforma que nos fará trabalhar até morrer.

Além do que está marcado para terça, na quarta-feira, dia 21, também está marcada nova discussão sobre o texto da previdência, que também é item único pela manhã.
À tarde, estão na pauta 3 medidas provisórias. Marun anunciou hoje que a reforma entrará em pauta mesmo sem os votos necessários, uma clara sinalização de que ele, a casta parasita do congresso e os capitalistas não descansarão até que essa reforma seja aprovada. O governo anunciou ainda que no domingo, dia 18, terá um encontro informal com aliados mais próximos ao Planalto. Um dia depois, na segunda feira, dia 19, está marcada uma reunião com os líderes das legendas da base de sustentação ao governo.

Nesse momento, exigimos que a CUT, a CTB, e todas as demais centrais sindicais, que ensaiam novamente a traição não fiquem a reboque da agenda parlamentar e convoquem um calendário de lutas urgente, para que organizem os trabalhadores para barrar o ataque sem precedentes da reforma da previdência. Nós, do Esquerda Diário, levamos a frente uma campanha em diversos locais de trabalho e estudo, para que, no dia 19 de fevereiro defendamos o direito do povo decidir em quem votar e contra a reforma da previdência e para abolir a reforma trabalhista.




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Governo Temer   /    Michel Temer   /    Política

Comentários

Comentar