MAFIA DOS TRANSPORTES

Máfia dos Ônibus faz propaganda ameaçando seus usuários a piorar os já péssimos serviços

RIO ÔNIBUS fez postagem no Facebook colocando a culpa de seus péssimos serviços nos estudantes e idosos que tem direito a passagens gratuitas e ameaçando piorá-los.

sábado 18 de novembro| Edição do dia

Empresas de Onibus ameaçam os usuários a piorar ainda mais os precários serviços de transporte no Rio, colocando a culpa nos estudantes, que tem direito ao bilhete único e na já alta tarifa para chantagear a população enquanto a família Barata, que se incrustou em seu monopólio dos ônibus, continua lucrando com um serviço que deveria ser público a base de um grosso suborno a casta de políticos corruptos do PMDB.

Barata que foi solto pela justiça recentemente é dono de um conglomerado de empresas no Rio e em outros Estados com mais de 4.000 veículos. Herdou o negócio de seu pai, que atuava no ramo desde os anos 1960. carrega consigo uma corja de corruptos, que sustentaram sua enorme maquina as custas do estado e de um serviço de pessima qualidade, com aumento de passagens e isenções milionárias, a mais recente delas com o prefeito Marcelo Crivella.

Lelis Marcos Teixeira, presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) é outro que foi solto pela Justiça, esses empresários aliciam o estado para seus próprios fins há décadas querem culpar a juventude trabalhadora, que tem direito ao passe livre para precarizar ainda mais os serviços.

Segue a nota solta pela RIO ÔNIBUS em tom de propaganda no Facebook:

"Decisões tomadas pela Prefeitura do Rio de Janeiro nos últimos anos têm comprometido o sistema de ônibus da cidade, que transporta 4 milhões de pessoas por dia (incluindo as que têm passe livre).
São elas: o congelamento da tarifa, a concorrência desleal com o transporte irregular e a gratuidade de universitários (pela qual o município não paga nenhum centavo).
Se nada for feito, o colapso do sistema será inevitável.
#TodosPorUmOnibusMelhor"

Link aqui do post




Comentários

Comentar