Maconha é considerada planta medicinal pela Anvisa

Rodrigo Tufão

Metroviário, cipista da linha 1 Azul São Paulo

sexta-feira 6 de julho| Edição do dia

A Anvisa ( agência nacional de vigilância sanitária) declarou a Cannabis Sativa, principal produto da maconha, como planta medicinal. A Cannabis se encontra agora, na lista de denominações comuns brasileiras (DCB), o que torna a planta de interesse medicinal no país. Isso é um avanço, tanto para pesquisas com a erva, quanto para o uso da mesma em tratamentos que já se comprovam a eficácia no uso da substância.

Os mitos em cima da planta são muitos. Uma mistura de conservadorismo com preconceito, impede e nublam o debate sobre a legalização da maconha. Tanto do ponto de vista medicinal, quanto do ponto de vista recreativo. A falta de informação promovida por setores conservadores da sociedade, impediam, até essa decisão da Anvisa, a própria pesquisa em cima da erva e o uso de medicamentos já testados no mundo todo, como o Canabideol. Com essa decisão, a Anvisa dá um passo para superar esse atraso no debate sobre a erva.

Seu uso recreativo, não entra nessa decisão da Anvisa. Ainda é proibido, com penalidades em lei, o uso e o comércio da erva em território nacional. Então a luta pela legalização da maconha, ainda segue viva e precisa avançar, visto os graves problemas sociais que sua proibição causa, como o fortalecimento do tráfico de drogas e a falta de regulamentação da qualidade da erva consumida por milhões de usuários.

É necessário uma regulamentação urgente no uso da maconha, tanto para uso medicinal, como a Anvisa fez em Março desse ano, quanto para o uso recreativo, que enfrenta uma série de tabus para avançar. É preciso pesquisa para desenvolvermos as potencialidades médicas da erva e seu uso recreativo da forma mais segura, sem preconceitos e mitos que tomam o debate sobre o tema. Legalizar a maconha sob controle dos trabalhadores é mais uma das demandas democráticas, da sociedade brasileira.




Tópicos relacionados

Legalização da maconha

Comentários

Comentar