Sociedade

REFORMA AGRÁRIA

MST ocupa fazenda de 300 hectares às margens da Dutra em Taubaté

segunda-feira 17 de abril de 2017| Edição do dia

Na madrugada desta segunda-feira (17), cerca de 100 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam a Fazenda Guassahy, de 300 hectares, localizada às margens da rodovia Presidente Dutra, no município de Taubaté, região do Vale do Paraíba.

A ação faz parte da Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária e é realizada no Dia Internacional da Luta Camponesa (17 de abril), data que relembra o assassinato de 21 sem-terra durante uma manifestação ocorrida 1996, no município de Eldorado dos Carajás (PA).

No decorrer da ocupação, as 100 famílias hastearam 21 bandeiras em homenagem aos Sem Terra do Massacre de Eldorado dos Carajás, além de faixas com frases de repúdio aos desmontes impostos pelo governo Temer golpista, como a reforma da previdência.

Nesta Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária, o MST também denuncia o retrocesso que o governo Temer golpista planeja implantar no campo com a Medida Provisória 759, em que está prevista a privatização dos assentamentos rurais e a regulamentação da venda de terras à estrangeiros.

A última ocupação realizada pelo MST na área ocorreu em 2010 e, da mesma forma, neste ano a ação tem o objetivo de exigir o assentamento imediato das 120mil famílias em situação de acampamento em todo o país. De acordo com o Atlas da Terra Brasil 2015 (CNPq/USP), o território nacional possui 175,9 milhões de hectares de terras improdutivas, como é o caso da Fazenda Guassahy.

Em ao menos quatro capitais - Teresina, Fortaleza, Curitiba e Porto Alegre -, famílias de agricultores estão acampadas em sedes regionais do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Na capital gaúcha, além do Incra, outro grupo de centenas de pessoas está no pátio do prédio do Ministério da Fazenda.

Com informações do site do MST e Agência Estado




Tópicos relacionados

MST   /    Reforma Agrária   /    Sociedade

Comentários

Comentar