Sociedade

DENÚNCIA

MP intima reitor da UFRJ por campanha "em defesa da democracia"

sexta-feira 4 de novembro| Edição do dia

Foto: Fabio Motta/Estadão

Atualizado às 20:46

O reitor da UFRJ, Roberto Leher, foi ameaçado de ser levado ao Ministério Público em condução coercitiva. As informações foram confirmadas. Trata-se de uma medida abusiva e repressora do ministério público para tentar coibir os pronunciamentos que essa universidade tem feito contra o golpe institucional do impeachment e contra os ataques de Temer.

A ameaça de condução coercitiva ocorreu depois que o reitor pediu para alterar a data de depoimento que coincidia com a reunião do Conselho Universitário. O motivo do depoimento era "esclarecer" a campanha "Em defesa da democracia" que a universidade promoveu, envolvendo debates e shows com personalidades políticas, acadêmica e artísticas.

Horas depois que essa notícia ganhou as redes sociais o reitor e seus assessores comunicaram que o MP recuou da condução coercitiva mas manteve todo inquérito de pé.

Os ditadores da toga, com condução coercitiva ou não dão mostras que querem intimidar e censurar a liberdade de pensamento e crítica, ignoram a autonomia universitária, entre outros abusos inconstitucionais da ameaça.

É preciso se opor a essas medidas repressivas e organizar a luta dos estudantes, técnicos administrativos e professores contra os ataques do governo. Fazermos dessa universidade que é símbolo das federais em todo o país, uma alavanca a uma grande luta nacional coordenada com a juventude que já ocupa suas escolas e universidades.

A reitoria da universidade, emitiu comunicado onde não aborda as ameaças sofridas mas reitera seu posicionamento político, leia o comunicado abaixo:

"O Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro considera justa e necessária a mobilização social que toma conta do país em defesa dos direitos sociais assegurados originalmente na Carta de 1988 e conclama todos os setores democráticos da sociedade brasileira a se engajarem na defesa do futuro da educação pública, da ciência, tecnologia e inovação, do Sistema Único de Saúde e dos demais direitos humanos fundamentais para o bem-viver dos povos.
Prof. Roberto Leher
Reitor"




Tópicos relacionados

UFRJ   /    Sociedade   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar