Gênero e sexualidade

OPRESSÃO

MC Biel “encerra” carreira, afirma assessoria de imprensa

Depois do caso de assédio sexual a uma repórter de São Paulo e declarações racistas, machistas e homofóbicas viralizarem, MC Biel vai dar um tempo na carreira de músico.

Julia Rodrigues

Estudante da EACH USP

quinta-feira 4 de agosto| Edição do dia

Após o caso de assédio sexual a uma jornalista de São Paulo, no qual Biel afirmou que ela era “gostosinha” e “quebraria ela no meio”, e a grande repercussão das publicações regadas de machismo, racismo, misoginia e homofobia resgatadas do Twitter do cantor, sua assessoria de imprensa informou que o jovem preconceituoso se afastará da carreira de músico.

Veja o artigo sobre a repercussão dos tweets do cantor:

De acordo com a declaração da assessoria “o cantor não se pronunciará a imprensa, pois desculpas não seriam suficientes para justificar a imaturidade de um garoto de 15 anos, que hoje não pensa desta forma”. Informaram também que Biel “cumprirá apenas a agenda de shows e que focará nos seus estudos e projetos pessoais”.

Obviamente desculpas não são suficientes para reparar as posições extremamente preconceituosas que o jovem disseminou nas redes sociais, ao mesmo tempo, imaturidade não justifica posturas racistas e machistas.

Mesmo com o vídeo pedindo desculpas publicado em sua conta no youtube, é difícil acreditar que o ícone juvenil esteja arrependido e irá mudar sua postura. Quando assediou a repórter, Biel culpou a jovem de 21 anos de estar prejudicando sua carreira. Agora para evitar mais repercussões negativas, ele não fará declarações à imprensa. Já que Biel tem a oportunidade de se focar nos estudos, diferente de muitos brasileiros, esperamos que o cantor realmente se dedique a aprender sobre as opressões às mulheres, aos negros e LGBTs.




Tópicos relacionados

Machismo   /    Música   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar