Mundo Operário

Luta das trabalhadoras do HU rompe o cerco da mídia

As trabalhadoras da saúde do HU (Hospital Universitário da USP), já pela segunda vez se mobilizam por melhores condições de trabalho. Em meio a pandemia do coronavírus esse setor que é linha de frente no tratamento da doença, se vê sem condições mínimas de trabalho, colocando suas vidas em risco.

quarta-feira 6 de maio| Edição do dia

A realidade dessas trabalhadoras é a realidade de muitos trabalhadores da área da saúde, principalmente da rede publica. O HU que já vinha sofrendo cortes e precarização, diante dessa pandemia totalmente despreparado não vê os testes e EPIs prometidos pelo governo.

A situação é tão escandalosa que a #HUdaUSPemLUTA, chegou a 13º. lugar nos Trend Topics nacionais do Twitter e até rompeu o cerco da mídia burguesa sendo noticiada no SPTV 1 da Rede Globo.

Esse escandaloso descaso com os trabalhadores da saúde, em sua maioria mulheres, escancara mais uma vez que para os capitalistas, políticos e patrões, nossas vidas pouco importam, estão mais preocupados em salvar a economia e seus privilégios. Como fizeram as trabalhadoras da USP a auto organização dessas trabalhadoras mostra um caminho diante do descaso do governo um caminho onde a organização da sociedade seja dada pelos trabalhadores e para s trabalhadores.

Saiba mais: Trabalhadores do HU-USP realizam ato para denunciar a falta de EPIs, testes e por contratações




Tópicos relacionados

Hospital Univeristário da USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar