Política

PT

Lula sinaliza assumir a liderança do PT

Em meio a maior crise do PT desde sua fundação, Lula é apontado pelos colegas de partido para a presidência da sigla. Ele, que continua sendo uma figura histórica do partido, é cogitado para assumir a tarefa de reagrupar as alas e evitar uma debandada de deputados – mesmo com as denúncias na Lava Jato, que abalam pouco este papel histórico.

quarta-feira 30 de novembro| Edição do dia

Edinho Silva, ex-ministro da presidência de Dilma Rousseff e próximo prefeito de Araraquara, é um dos que defende a eleição de Lula ao comando do PT, “nem que seja temporariamente”, alegando que “o PT vive em momento difícil”. Já o próprio Lula, que antes defendia que um nome jovem deveria assumir, assinalou no dia 28 em um evento em Belo Horizonte que poderia aceitar a proposta de assumir o posto.

A crise, que alimenta esta proposta de comando, não ocorre sem motivos. Com a série de ajustes que Dilma já vinha aplicando contra os trabalhadores antes do impeachment (e que ainda não eram suficientes para a burguesia nacional e internacional, e por isso optaram pelo golpe), as massas já começavam a se desiludir com o partido. O que mostrou que a política de conciliação de classe só serviu para fortalecer a direita que hoje governa o país e que alcançou mais postos nas eleições municipais de outubro.

Além disso, o PT precisa agora mostrar aos grandes empresários e engravatados que ainda pode ser a melhor alternativa de condução do país, e para isso, parece encontrar a solução na condução do partido por Lula.




Tópicos relacionados

PT   /    Lula   /    Política

Comentários

Comentar