Política

MORO INVESTE CONTRA LULA NOVAMENTE

Lula é investigado mais uma vez pela operação Lava Jato, agora sobre o sítio em Atibaia

terça-feira 1º de agosto| Edição do dia

Lula é acusado de lavagem de dinheiro e corrupção em um sítio na cidade de Atibaia, interior de São Paulo. A ação contra o ex-presidente aponta obras no valor de R$ 1.020.500,00 bancadas pelas empreiteiras OAS e Odebrecht e pelo pecuarista José Carlos Bumlai segundo o Ministério Público Federal.

O juiz Sergio Moro afirma que "não há qualquer registro" de que Lula tenha pago "qualquer valor" por reformas na propriedade. O Sítio, porém, não está nem no nome do ex-presidente e sim no nome dos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, mas a Procuradoria afirma que pertence a Lula, "proprietário de fato" do local, foi comprado em seu benefício e era frequentemente usado por ele, inclusive antes do fim de seu mandato.

Até agora o ex-presidente ainda não foi ouvido sobre este caso, no interrogatório de março de 2016, porém, Lula afirmou desconhecer as reformas e disse que tinham que questionar os proprietários do imóvel.

Lula já foi condenado pela Lava Jato a 9 anos de prisão sem provas de sua acusação. Além disso, a operação é bastante arbitrária e comete diversos atos ilegais. Prisões coercitivas e delações premiadas apontam a parcialidade dessa justiça, que serve aos interesses dos capitalistas e não os dos trabalhadores. A estes, restam cadeias lotadas, de maioria negra, muitas vezes sem sequer serem julgados. Ou julgamentos fraudulentos, como o que vimos hoje de Rafael Braga, que teve seu Habeas Corpus rejeitado por dois votos e o julgamento suspenso por um pedido de vista no processo. Não podemos ter nenhuma confiança nesse judiciário.




Tópicos relacionados

Operação Lava-Jato   /    Sérgio Moro   /    Operação PF contra Lula   /    Operação Lava Jato   /    Lula   /    Política

Comentários

Comentar