Sociedade

UERJ RESISTE

Luciana Boiteux em defesa da UERJ

Reproduzimos no Esquerda Diário nota em defesa da UERJ da ex-candidata a vice-prefeita pelo PSOL Luciana Boiteux.

segunda-feira 23 de janeiro de 2017| Edição do dia

Quando decidi estudar direito, não tinha dúvidas que queria a UERJ, que era considerada a melhor do Rio (a FND estava mal nessa época). Passei tb para a PUC mas queria estudar numa universidade pública de excelência. Amei o curso, as/os professores, e fiz grandes amigas/os. Apesar de ter estagiado desde o segundo período, aproveitei o quanto pude as atividades extracurriculares, debates políticos, a olimpíada interna e cheguei até a presidir a AAARL. Na UERJ fiz tb meu mestrado em Direito da Cidade, comecei a dar aulas como substituta, experiência que marcou a minha vida e me fez escolher a docência como carreira e largar a advocacia.

Tenho muito orgulho de dizer que dei aula para a primeira turma de cotas, na UERJ pioneira. Senti a potência e a representatividade das/os novas/os alunas/os que coloriram aqueles brancos e privilegiados corredores do 7o. Andar. De lá fui para outras paragens, daquelas voltas que o mundo dá, fiz doutorado na USP e hj sou professora da UFRJ. Voltei muitas vezes depois à UERJ, como convidada para aulas, bancas, palestras e conversas, e sempre me sinto em casa. Seus corredores e rampas, a energia de uma universidade pública e popular, engajada e ativa nos estudos, pesquisas de ponta e nas lutas.

O Pezão e o PMDB não vão conseguir destruir isso tudo, somos mais fortes. A UERJ está viva, e resistirá, pública e gratuita, como deve ser. #somosuerj




Tópicos relacionados

#UERJResiste   /    UERJ   /    Sociedade   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar