Política

TEMER GOLPISTA

Lua de mel entre Temer e elite começa a dar os primeiros sinais de crise

A principal financiadora do golpe institucional que colocou Temer no poder junto com os partidos da direita tradicional, a elite brasileira, dá sinais de descontentamento com o atual governo golpista.

segunda-feira 8 de agosto| Edição do dia

Apesar de Temer estar seguindo à risca os projetos de ataques contra a classe trabalhadora com vários projetos em andamento como flexibilização de direitos trabalhistas, ataques à previdência, aumento de impostos, entre outros, a gulosa burguesia brasileira e a burocracia estatal segue visando abocanhar o estado.

Para conseguir apoios políticos Temer tem feitos concessões generosas a esses setores como aumento do salário dos judiciários, flexibilização nas negociações das dívidas dos estados. O medo da elite é que o governo Temer, após de consolidar o golpe, comece a relaxar com seus compromissos fiscais.

Até o ministro queridinho da elite, Henrique Meirelles, está sendo questionado por executivos pela sua incapacidade de frear os gastos da classe política. Isso mostra que apesar de tentar se mostrar uma fortaleza o governo golpista de Temer não consegue esconder sua fragilidade e que a crise política e econômica do país está longe de ter um desfecho positivo e harmonioso como tenta passar os meios de comunicações da burguesia.

Nós trabalhadores não fomos os responsáveis por essa crise e o governo junto com a burguesia quer que sejamos nós a pagar por ela. Não devemos aceitar. Só com muita luta e organização é que conseguiremos barrar os ataques nefastos que estão por vir.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Crise no governo   /    Política

Comentários

Comentar