Juventude

SOLIDARIEDADE AO PARANÁ

Letras USP: Carta e campanha de solidariedade ao Paraná

Os estudantes de Letras da Universidade de São Paulo, por iniciativa da Gestão Por Isso Me Grito do Centro Acadêmico Oswald de Andrade, redigiram uma carta e estão tirando fotos em apoio aos estudantes que ocupam escola no Paraná e em todo o país.

quarta-feira 26 de outubro| Edição do dia

Jéssica Antunes, diretora da entidade, disse ao Esquerda Diário que "agora é o momento exato das entidades organizarem um amplo debate e medidas de solidariedade. É preciso principalmente que a UNE saia da sua subordinação à política de passidade do PT e comece a articular a luta pela base a nível nacional, porque apenas suas ações midiáticas ou lutas isoladas não vão barrar os ataques como não barraram o golpe institucional. Se o PT não quer incendiar o país a juventude quer, e a UNE sera criminosa se mais uma vez não cumprir seu papel na situação mais drástica que nossa geração já viu."

Leia a carta dos estudantes e confira algumas das fotos:

CARTA DOS ESTUDANTES DA LETRAS USP ÀS OCUPAÇÕES DO PARANÁ E DE TODO O PAÍS

Somos estudantes do curso de Letras da Universidade de São Paulo, escrevemos essa carta para prestar nossa completa e entusiasmada solidariedade ativa à todas as mais de 1000 ocupações de escolas, 100 universidades e dezenas de Institutos Federais espalhadas pelo país. ...

Esse ano também ocupamos nosso prédio em luta contra o desmonte completo de nossa universidade e pela educação pública, gratuita e de qualidade pra toda a juventude. Fizemos uma dura luta na ocasião em que se consolidava o golpe institucional desse governo reacionário de Michel Temer, que hoje tenta congelar os gastos da educação e da saúde pelos próximos 20 anos com a PEC 241 e destruir o Ensino Médio com a nova Reforma.

Saudamos todos os estudantes em ocupação e mobilização pelo país, pois acreditamos que a mobilização pela base, independente de todos os governos e aliada com os trabalhadores é a única forma de barrar esses ataques que prenunciam outros tão ou mais escandalosos como a Reforma Trabalhista e da Previdência. É hora de debater, mobilizar e organizar de cada escola e universidade uma resistência que se unifique em todo o país, a defesa de nosso futuro está em nossas mãos.

O Paraná foi o exemplo que já começa a se espalhar, aqui da Letras da USP mandamos nosso grito de apoio e resistência frente à repressão, ameaças e cansaço que sabemos como é por termos sentido na pele em 2 meses de ocupação. Mandamos também nossa solidariedade aos colegas e familiares de Lucas Mota, estudante ocupante que faleceu ontem, um lutador que segue vivo em cada estudante que resiste, parte de nossa luta é também por um mundo sem violência, que em primeiro lugar é propagada e ensinada pelo estado, seus governos e suas polícias!

Viva a luta dos estudantes!
Contra a PEC do fim o mundo e a Reforma!
Ocupar, Resistir e Unificar em todo o pais!




Tópicos relacionados

Reforma do Ensino Médio   /    Ocupação Secundarista Paraná   /    PEC 241/55   /    São Paulo (capital)   /    Juventude

Comentários

Comentar