Política

GOLPISTAS E AGRESSORES

Letícia Sabatella é agredida durante ato da direita em Curitiba.

A atriz Letícia Sabatella foi agredida na tarde deste domingo durante a manifestação em defesa do golpe institucional em Curitiba. Após o episódio, ela publicou um vídeo no Instagram que mostra o momento em que vários policiais militares cercam a atriz para que manifestantes não a agridam. De acordo com a Sabatella: ‘’Não fui provocar ninguém, passava pela praça antes de começar a manifestação e parei para conversar com uma senhora. Meu erro. Preocupa esta falta de democracia no nosso Brasil. Eles não sabem o que fazem’’.

segunda-feira 1º de agosto de 2016| Edição do dia

No vídeo, Letícia fala "Vocês não são democráticos’". Com raiva, uma mulher grita: "Comunista, cria vergonha. Nossa bandeira jamais será vermelha. Sem vergonha, acabou a mamata pra vocês. Chora Petista’’. Um homem que passa vai em direção à atriz e a chama de "puta’". É possível escutar alguém que diz ao homem: "Isso é misógino’".

Os agressores estão vestidos com camisetas do Brasil e com a mensagem "república de Curitiba’’, óculos escuros, faixas na cabeça com as cores verde e amarela, e portam a bandeira brasileira. "Vai embora daqui’’, diz um senhor que empurra o celular com qual a atriz grava a cena, chegando próximo ao seu rosto.

Durante todo este processo reacionário, Letícia Sabatella se posicionou contra o golpe institucional e pedindo que a Justiça seja imparcial e que se avance em todas as esferas no combate a corrupção. Junto a outros artistas, ela lançou a campanha "Canta a Democracia’’. No último mês de março, ela também declarou que condena a "polarização’’ e "esse ódio instaurado’’.

Se a direita é capaz de fazer isso com a Sabatella...

Se a direita é capaz de fazer isso com uma atriz que é nacionalmente conhecida, imagina o que ela pode fazer com a esquerda e os trabalhadores que estão questionando todo este processo reacionário. É fato que a direita não tem o costume de debater questões que envolvem a sociedade, pois sabe que a sua argumentação é bastante frágil e rasa, o que apenas mostra que é um setor que defende os grandes empresários e banqueiros.

Tudo que a direita tem medo é de que se tenha questionamento contra ela e principalmente se questionamento for de um setor independente da esquerda. Por isso que ela ataca e agride, pois tem interesse em acabar com os poucos direitos que os trabalhadores e demais setores populares da sociedade possuem e também querem impedir que surja uma organização independente de esquerda. Por isso que são capazes de utilizar os métodos mais repudiáveis como a agressão contra a mulher.

É por isso que Jair Bolsonaro, Alexandre Frota, Marco Feliciano e Silas Malafaia estão juntos com estes manifestantes. Representam um dos setores mais reacionários da sociedade. Os mesmos que fazem questão de ser linha de frente contra os direitos das mulheres. Não é à toa que, para os golpistas, a mulher tem que ser bela, recatada e do lar, pois se existir mulher que o questione a única saída que eles encontram é apelar para a agressão.

Não são estes coxinhas que vão combater a corrupção que existe no país, pois estes métodos que utilizam representam a velha prática dos corruptos que estão no congresso. A única saída para combater a corrupção é uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana imposta pela força dos trabalhadores e demais setores populares da sociedade. Só assim vamos questionar que este sistema corrupto que leva os políticos a terem inúmeros privilégios e fazerem suas negociatas.




Tópicos relacionados

Impeachment   /    Política

Comentários

Comentar