DEFESA DOS LUCROS

Leite volta a retirar bandeiras vermelhas em regiões no RS para agradar os empresários

Na sexta feira dia 17 o governo do estado do RS Eduardo Leite (PDDB) divulgou um mapa do qual aparecia 90% do estado sob bandeira vermelha (alto risco). Após a análise dos relatórios de dados econômicos e recursos de cada região, o que durou um final de semana, nessa segunda feira mais de 10 regiões foram renomeadas com risco laranja (médio risco).

terça-feira 21 de julho| Edição do dia

A medida é uma demonstração total de que esse sistema de distanciamento não está a favor de manter segurança da população e sim de dar segurança aos lucros dos patrões em detrimento das nossas vidas.

Após o aumento extremo da contaminação por COVID-19 no RS desde que Eduardo Leite (PSDB)decidiu reativar a economia do estado com a reabertura do comércio, medida da qual ele teve que revogar durante um tempo, por causa do colapso da saúde pública no RS com mais de 80% dos leitos ocupados no estado, tendo a capital Porto alegre com 92% de ocupação de leitos, governador decide mais uma vez alterar os mapas de risco de distanciamento social enquanto a contaminação e o número de mortes só aumenta.

Ao ser questionado o governador tentou filosofar com uma resposta totalmente cretina de que "o modelo de distanciamento social precisa ser flexível como os galhos de uma árvore para vergarem vento para que assim ela não se desprenda da raiz".Obviamente quando Eduardo leite se refere ao vento está falando dos interesses dos grandes empresários gaúchos e quando fala das raízes se refere a exploração dos empresários para quem governa que não podem deixar de lucrar um minuto colocando a saúde dos trabalhadores em risco enquanto milhares de gaúchos morrem vítimas da pandemia.

O estado do RS sofre a cada dia com o desmanche da saúde pública e com o crescimento da contaminação e morte por COVID-19. Medidas como essa de Eduardo Leite nos mostram para quem essas medidas servem e que elas são totalmente modificações conforme os interesses econômicos dos grandes empresários.

Sabemos que no RS e no Brasil morrem muito mais pessoas do que o notificado ,exatamente porque não temos testes massivos e muito menos investimento do governo em respiradores e EPIs. Tudo isso enquanto Leite brinca com nossas vidas abrindo e fechando comércios sem garantir investimentos em saúde pública e sem reconverter a indústria para a fabricação de equipamentos necessários para enfrentar a pandemia enquanto ataca nossos direitos.

Somente os trabalhadores auto organizados em seus locais de trabalho podem dar uma saída para essa crise da qual Eduardo Leite se orgulha de administrar a favor dos empresários. É necessário que os trabalhadores tomem a produção das fábricas sob seu controle e sob seus interesses para produzir o que é necessário para combater o vírus e não apenas o que é necessário para satisfazer os grandes lucros. Não será do governo a resolução para as mortes no estado e sim pela força da classe trabalhadora organizada.

Imagem : governo do RS




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Eduardo Leite   /    PSDB   /    Porto Alegre

Comentários

Comentar