Juventude

PEC 241

Juventude na rua no Rio de Janeiro contra a PEC 241

Com concentração na Cinelândia, o ato contra a PEC 241 juntou cerca de 7 mil pessoas que era expressivo em sua quantidade de jovens dispostos a resistir aos ataques do governo golpista de Temer.

terça-feira 18 de outubro| Edição do dia

No Rio de Janeiro (assim como em outras cidades do Brasil), as ruas foram tomadas pela juventude. No Rio onde o ato foi maior a PM logo o reprimiu, ainda na Av. Chile, chegando à sede da Petrobras onde encerraria a manifestação, a policia militar reprimiu o ato com bastante gás lacrimogênio como mostramos aqui.

Mesmo com as recentes ocupações dos secundaristas, greve dos servidores, greve de professores, manifestações contra o escândalo dos gastos das Olimpíadas com um Estado que está quebrado financeiramente por conta de bilhões pagos com a dívida, de milhões de reais desviados para empreiteiras e, principalmente para manter o privilegio dos políticos corruptos que almoçam com Temer para aprovar a PEC 241, Dornelles e Pezão (e Temer no plano Federal) continuam a executar o plano de sucateamento do Rio de Janeiro as custas dos trabalhadores cariocas.

A CUT e a CTB que se colocam contra o Golpe, ainda não se mobilizaram para travar uma luta real contra os ataques, fazendo apenas suas aparições nos atos de forma responsável, sem utilizar a ferramenta da mobilização dos trabalhadores para organizar pela base uma greve geral que pare o país contra a PEC 241.

Enquanto isso, no Paraná, temos mais de 600 escolas ocupadas, os secundaristas mais uma vez estão mostrando o caminho para a organização de uma luta que novamente pode incendiar o país e resistir aos ataques, e mais, passar a ser a ponta de lança de um movimento nacional de luta contra o governo golpista de Temer.

O ato terminou na Cinelândia após bombas de gás serem disparadas e fazer o ato retroceder até o seu ponto inicial de concentração. Na frente da Câmara municipal a policia utilizou mais bombas para reprimir, fechando assim o primeiro, mas não o último, ato contra a PEC 241.




Tópicos relacionados

Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar