Política

DÓRIA O PREFEITO PATRÃO

Justiça autoriza Dória a censurar críticos no Face

sexta-feira 21 de abril de 2017| Edição do dia

A medida não poderia ser diferente do que temos acompanhado desde a posse do ilustre prefeito João Dória. Ocorrida na data de ontem, a decisão judicial deu poderes ao prefeito para obter a identificação das máquinas que organizaram o encontro "Virada Cultural na Casa de João Dorian", juntamente com todos textos e memes publicados pela página "Deixe a Esquerda Livre".

O fato é que Dória teve críticas duríssimas por diversos setores da sociedade desde que decidiu arbitrariamente modificar o local da Virada Cultural do centro histórico da cidade para o Autódromo de Interlagos, alegando que não existem condições técnicas nem de segurança necessárias para executar um evento desse porte. Dessa maneira a página “Deixe a esquerda livre” convocou uma virada cultural alternativa em frente à residência do prefeito em forma de protesto e contra a modificação do evento que já é tradicional na capital paulistana.

Dória se viu acuado e precisou recuar na sua medida, tanto é que precisou manter o centro da cidade dentro da programação da Virada Cultural 2017. Porém, mesmo com esse recuo, o prefeito manteve cerca de 70% das atividades descentralizadas, o que é claramente parte de uma política de segregar os setores proletários e mantê-los longe do centro. Mas de qualquer maneira, é gravíssimo o fato da tentativa da prefeitura censurar quem quer que seja, pois está sendo tirado um direito que nós trabalhadores temos e que é inalienável, que é o de se expressar livremente contra toda essa casta política que pretende fazer o que bem entende.

Não bastasse o grande cerco que Dória vem fazendo aos seus críticos, seja dando declarações publicamente, seja com sua equipe de mídias stankeando prováveis grupos de esquerda ou mesmo intelectuais e críticos em geral, agora a classe trabalhadora sofre um grave golpe, pois pode não ter mais seu direto a opinião e a manifestação garantidos, pois está posto que haverá vigilância do governo Dória. O mesmo pretende incutir o medo nas pessoas e de maneira velada lentamente censurar os setores da sociedade que se levantam contra sua gestão.

O Esquerda Diário, como uma mídia de esquerda e de combate não se calará. Nós buscamos mais do que uma simples denúncia, incutir no conjunto da classe trabalhadora a ideia de que caso não nos organizemos e respondemos esse governo municipal que se pretende censor, estaremos mais e mais desarmados e poderemos perder o bonde da história de lutar contra essas medidas autoritárias.

Portanto é mais do que urgente organizarmos a paralisação nacional do dia 28! Todos às ruas contra a reforma da previdência e contra essa direita!




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar