Sociedade

JUSTIÇA INOCENTA A POLÍCIA

Juiz nega indenização para fotógrafo que perdeu o olho em ação da polícia

O fotógrafo que foi cegado pela bala de borracha da polícia é culpado pela sua lesão. Esse é o veredito do Juiz Olavo Zampol Júnior, que não concedeu o pedido de indenização feito por Sérgio Silva, que perdeu a visão de seu olho esquerdo, atingido pela polícia durante as manifestações de junho de 2013.

Diana Assunção

São Paulo | @dianaassuncaoED

quinta-feira 18 de agosto| Edição do dia

De acordo com o juiz, ele é responsável, pois se colocou em situação de risco ao estar entre a polícia e os manifestantes para registrar as cenas de barbárie da polícia contra os manifestantes. O verdadeiro massacre policial foi uma tentativa desesperada dos governos para conter o avanço das manifestações que forçaram Alckmin e Haddad a retrocederem no aumento de R$3,00 para R$3,20.

Mais uma vez, o poder judiciário dá seu aval a uma violência que é sistemática e ordenada pelo Estado, e que está a serviço de manter os lucros dos patrões, como nesse caso, os exorbitantes lucros das máfias do transporte. A decisão do juiz evidencia que o judiciário é mais uma peça na engrenagem desse estado capitalista que está contra nossos direitos mais elementares.

Querem apagar as as marcas que Junho deixou na juventude com decisões como essa da justiça e com leis como a Escola sem Partido, lei antiterrorismo e com a lei que se discute agora na Câmara, que dá superpoderes justamente a essa polícia que cega, mutila e mata.

Basta de violência policial! Julgamento por juri popular de todos os policiais envolvidos e pela responsabilização dos governos que os comandam!




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Violência Policial   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar