Gênero e sexualidade

'CURA' GAY

Juiz mantém liminar ’Cura Gay’ negando recurso do Conselho Federal de Psicologia

terça-feira 3 de outubro| Edição do dia

O Juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, que em sua decisão permitiu a prática da "reorientação sexual", ou seja, as práticas de tortura psicológica levadas adiante pelos ’psicólogos’ adeptos desta teoria, negou o recurso do Conselho Federal de Psicologia (agravo de instrumento).

Em resposta ao CFP, o Juiz disse: “mantenho a decisão agravada por seus próprios fundamentos (…). Em seguida, oficie-se à relatora do agravo de instrumento, dando-lhe ciência da presente deliberação”.

Em sua decisão por liberar a ’cura gay’ por parte de ’psicólogos’ cristãos, o Juiz ao mesmo tempo escreveu que "reconhecia" a resolução 01/99 do Conselho Federal de Psicologia. Trata-se de uma mentira criada para confundir a população, já que o próprio Conselho Federal da Categoria entrou com este recurso e o pedido lhe foi negado.A decisão do CFP e da OMS são bem claras: não existe nenhum tipo de tratamento, pois ser LGBT não é patológico.

Por trás da mentira da direita reacionária, que espalha confusão argumentando por exemplo que seria um "direito" à reorientação sexual, ou ainda, como afirmou este Juiz, que sua liminar repeitaria a decisão do CFP, se esconde uma bancada política reacionária responsável por apagar tudo o que é relacionado aos LGBT, invisibilizando a violência que sofrem ou colocando em prática as torturas físicas e psicológicas dos "psicólogos" cristãos em suas "terapias" de conversão.

Estes se baseiam no obscurantismo, no misticismo e no desconhecimento relacionado ao gênero e à sexualidade, temas que querem proibir completamente nas escolas através do Escola Sem Partido.




Tópicos relacionados

Cura Gay   /    LGBT   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar