Política

CHAPA DILMA-TEMER TSE

Juiz Napoleão citado na Lava Jato, cita bíblia para poupar Temer

O ministro do TSE após longo pronunciamento e referências à biblia, vota contra a cassação da chapa Dilma-Temer, em nome da lealdade à justiça.

sexta-feira 9 de junho| Edição do dia

O ministro do TSE Napoleão Nunes Maia Filho, citado na Lava Jato após longo pronunciamento, que disse "melhor prender um culpado, que prender um inocente", como se a maioria da população carcerária não estivesse presa sem ao menos ter sido julgada no Brasil. Ou até mesmo Rafael Braga que está preso desde 2013 culpado por portar pinho sol. E ainda seguiu dizendo que todos os mandatos seriam maculados caso fosse levar a cabo a investigação do propinoduto, além de citar inúmeras vezes a bíblia para salvaguardar Temer.

O mesmo votou contra a cassação da chapa Dilma-Temer, sob o argumento que abuso de poder político não é motivo para tirar mandato, inclusive reivindicando a soberania popular que votou na chapa, argumento ignorado no caso do golpe institucional que tirou Dilma do poder, para que Temer pudesse assumir e assim seguir atacando os direitos dos trabalhadores com maior velocidade, e a quem ainda o judiciário ainda confia para retirar todos os direitos conquistados pelo conjunto da classe operária brasileira. Mostrando mais uma vez a serviço de quem estão os juízes.




Tópicos relacionados

Chapa Dilma-Temer   /    Política

Comentários

Comentar