Cultura

HISTÓRIA DA SEXUALIDADE

Jogos sexuais, voyeurismo e religiosidade será tema de nova mostra de cinema do MASP

A mostra realizará a apresentação de 34 obras divididas em 14 sessões e é gratuita. Veja programação completa da mostra de cinema ao final deste artigo.

quarta-feira 22 de novembro| Edição do dia

Após a polêmica exposição sobre a História da Sexualidade no MASP que abriu um amplo debate sobre a liberdade da arte e gerou revolta na direita, agora o Museu mais reconhecido de São Paulo exibirá o programa "Histórias da sexualidade: filmes & vídeos", em parceria com a Cinemateca Brasileira e com a Associação Cultural Videobrasil. A mostra realizará a apresentação de 34 obras divididas em 14 sessões e é gratuita.

A MOSTRA

Segundo informações do site do MASP, estas são produções que dialogam, direta e indiretamente, com certos conceitos observáveis na exposição Histórias da sexualidade (exposição que encerrará dia 14/02/2018), tais como a performatividade de gênero, jogos sexuais, voyeurismo, mercado do sexo, religiosidade e ativismo.

LEIA TAMBÉM Para o desespero da direita, Masp monta exposição da história da sexualidade este mês

Com diversos contextos artísticos e históricos serão várias sessões que incluem filmes de diferentes décadas, tendo como exemplo O olho mágico do amor, uma das obras mais ousadas e experimentais da Boca do Lixo (importante movimento do cinema independente brasileiro), ou a produção atual de jovens diretores, como Nova Dubai de Gustavo Vinagre. As cinco primeiras sessões utilizam parte do acervo da Cinemateca Brasileira. Há ainda a atuação pioneira de diretoras como Helena Solberg e Ana Carolina, em cujos trabalhos questões sobre sexualidade são mediadas e figuram a partir do ponto de vista feminino.

Em um segundo momento, serão projetados alguns filmes e vídeos que possuem ligação direta com a exposição Histórias da sexualidade, como a sessão dedicada à trilogia Nefandus, de Carlos Motta, artista que participará com outro trabalho na mostra, ou o documentário Lampião da esquina que aborda a produção do jornal gay brasileiro, intitulado com o mesmo nome, que circulou durante os anos de 1978 e 1981. As publicações e registros do jornal também estarão em exposição.

Algumas dessas sessões contarão com a presença e mediação dos realizadores, nomeadamente os artistas Luiz Roque e Virgínia de Medeiros, que exibirão uma seleção de vídeos de sua autoria, Gisela Domschke, realizadora do filme Guarujá, um filme maravilhoso, em coautoria com Marcelo Krasilcic, artista também presente na exposição, Lívia Perez, diretora do filme Lampião da Esquina e João Silvério Trevisan, escritor, cineasta, ativista e colaborador da publicação homônima.

Finalmente, as duas últimas sessões serão dedicadas ao acervo histórico da Associação Cultural Videobrasil. A primeira delas apresenta uma seleção de vídeos do artista libanês Akraam Zaatari, que lidam com a temática sob a perspectiva masculina. A segunda sessão, procura relacionar o contexto repressivo brasileiro a de outros países, colocando lado a lado o documentário Temporada de caça, de Rita Moreira, em que investiga a série de assassinatos de homossexuais no Rio de Janeiro e São Paulo ao longo dos anos 80, e um conjunto de vídeos contemporâneos de artistas estrangeiros, como da artista russa Maria Kramar e de Clive van den Berg, do Zâmbia.

PODE TE INTERESSAR
- 21 grandes obras de arte que aterrorizariam o MBL, Bolsonaro e Feliciano
- 18 obras com nudez que se fossem censuradas mudariam a história da arte

PROGRAMAÇÃO

Cinemateca Brasileira no MASP
28.10.2017 e 31.10.2017
A entrevista
Helena Solberg (dir.), 1967,
20min, p&b, 16mm

Copacabana me engana
Antonio Carlos da Fontoura (dir.), 1968,
93min, p&b, 35mm

Cinemateca Brasileira no MASP
4.11.2017 e 7.11.2017
O olho mágico do amor
José Antonio Garcia e Ícaro Martins (dir.), 1981,
85min, cor, 35mm

Cinemateca Brasileira no MASP
11.11.2017 e 14.11.2017
Nova Dubai
Gustavo Vinagre (dir.), 2014,
55min, cor, digital

Pinta
Jorge Alencar (dir.), 2013,
72min, cor, digital

Cinemateca Brasileira no MASP
18.11.2017 e 21.11.2017
Mar de rosas
Ana Carolina (dir.), 1977,
90min, cor, 35mm

Cinemateca Brasileira no MASP
25.11.2017 e 28.11.2017 O império do desejo
Carlos Reichenbach (dir.), 1981,
105min, cor, 35mm

2.12.2017 e 5.12.2017
Guarujá, um filme maravilhoso
Gisela Domschke e Marcelo Krasilcic (dir.), 2005,
51min, cor, digital

9.12.2017 e 12.12.2017

Nefandus
Carlos Motta (dir.), 2013,
13min, cor, vídeo

Naufragios
Carlos Motta (dir.), 2013,
13min, cor, vídeo

La visión de los vencidos
Carlos Motta (dir.), 2013,
7min, cor, vídeo

O porto de Santos
Aloysio Raulino (dir.), 1978,
20min, p&b, 35mm

16.12.2017 e 19.12.2017
Ecstasy Must Be Forgotten
Evangelia Kranioti (dir.), 2017,
38min, cor, digital

Favela gay
Rodrigo Felha (dir.), 2014,
72min, cor, digital

6.1.2018 e 9.1.2018
Luz del Fuego, a nativa solitária
Francisco de Almeida Fleming (dir.), 1954,
30min, p&b, 16mm

Divina luz
Ricardo Sá (dir.), 2017,
14min, p&b, digital

Casa do Corpo Nu Luz del Fuego
Guilherme Altmayer (dir.), 2015,
5min, cor, digital

13.1.2018 e 16.1.2018
Studio Butterfly
Virginia de Medeiros (dir.), 2003-06,
24min, cor, vídeo

Sérgio e Simone
Virginia de Medeiros (dir.), 2007-14,
20min, cor, vídeo

Cais do corpo
Virginia de Medeiros (dir.), 2015,
8min, cor, vídeo

20.1.2018 e 23.1.2018
Lampião da esquina
Lívia Perez (dir.), 2016,
85min, cor, digital

27.1.2018 e 30.1.2018
O novo monumento
Luiz Roque (dir.), 2013,
5min, p&b, 16mm

Modern
Luiz Roque (dir.), 2014,
4min, p&b, 16mm

S
Luiz Roque (dir.), 2017,
5min, p&b, vídeo

Rio de Janeiro
Luiz Roque (dir.), 2017,
5min, cor, 16mm

Acervo Histórico Videobrasil no MASP
3.2.2018 e 6.2.2018
Crazy of You
Akram Zaatari (dir.), 1997,
27min, cor, vídeo

Red Chewing Gum
Akram Zaatari (dir.), 2000,
10min, cor, vídeo

The End of Time
Akram Zaatari (dir.), 2013,
14min, cor, vídeo

Tomorrow Everything Will Be Alright
Akram Zaatari (dir.), 2010,
12min, cor, vídeo

Acervo Histórico Videobrasil no MASP
10.2.2018 e 13.2.2018
Temporada de caça
Rita Moreira (dir.), 1988,
28min, cor, vídeo

ABC-lynching
Maria Kramar (dir.), 2014,
11min, cor, vídeo

Mondial 2010
Roy Dib (dir.), 2014,
19min, cor, vídeo

Bosphorus: A Trilogy
Bita Razavi (dir.), 2012,
3min, cor, vídeo

Memorials Without Facts: Men Loving
Clive van den Berg (dir.), 1998,
7min, cor, vídeo

- 

Serviço:
28.10.2017 - 13.2.2018
Sábados e terças, às 16h
Pequeno Auditório do MASP (capacidade para 80 lugares)
Retirada de ingressos a partir das 15h, diretamente na bilheteria.
Sessões gratuitas
Todos os filmes serão exibidos em projeção digital

Organização:
Pedro Andrada e Leonardo Matsuhei
Mediação e Programas Públicos MASP

Parceria:
Cinemateca Brasileira e Associação Cultural Videobrasil

Fonte: site do MASP http://masp.art.br/masp2010/mediacaoeprogramaspublicos_filmes-historia-da-sexualidade.php e evento oficial do Facebook https://www.facebook.com/events/1911082982543542/?notif_t=event_calendar_create¬if_id=1511364219777073




Tópicos relacionados

Arte   /    Cinema   /    Cultura   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar