Negr@s

FUTEBOL E A LÍBIA

Jogadores de futebol se manifestam contra a escravidão na Líbia

Caso de escravos negros sendo vendidos na Líbia chocou o país nas últimas semanas

sexta-feira 24 de novembro| Edição do dia

Nas ultimas semanas, um vídeo-denúncia da venda de negros como escravos a céu aberto na Líbia ganhou as redes sociais. Esses negros seriam imigrantes que estariam atravessando o país na tentativa de chegar à Europa. Neste vídeo, podemos ver negros sendo vendidos de U$400 a U$1000.

Como parte de se posicionar contra este absurdo, alguns jogadores de futebol tem colocado em suas comemorações um sinal de protesto contra a escravidão na Líbia.

O camisa 10 da seleção francesa e jogador do Manchester United, Paul Pogba, comemorou seu gol neste final de semana fazendo um sinal com os punhos unidos, que segundo o próprio jogador era uma forma de retratar a escravidão e se colocar contra ela. Nas redes sociais o mesmo declarou no último dia 18: “Rezo por aqueles que sofrem pela escravidão na Líbia. Que Deus esteja com vocês e que esta crueldade termine já!". Na liga espanhola, Cheik Doukouré, jogador do Levante e da seleção da Costa do Marfin, repetiu o gesto de Pogba.

Também no futebol espanhol, Geoffrey Kondogbia, volante francês do Valência, exibiu uma camiseta com os dizeres: “Fora do futebol eu não estou a venda”, como forma de se colocar contra a situação na Líbia. O que une esses 3 jogadores é o fato de, além de serem negros, serem jogadores de origem africana e se solidarizarem com esse absurdo perpetuado na Líbia. Esta não é uma denuncia recente. No começo do ano um vídeo parecido já havia circulado nas redes sociais, porém, a situação na Líbia foi completamente silenciada.

Na França, que é o maior país na Europa em número de negros, em especial imigrantes, estouraram diversos protestos contra a escravidão na Líbia, em especial em Paris, nos quais os manifestantes colocavam que a liberdade é um direito universal e deve ser defendido.

Devemos pedir a imediata soltura de todos os negros que hoje estão na condição de escravidão na Líbia e que sofrem com a miséria na África, miséria essa que foi criada para se construir a riqueza da Europa, que saqueou e segue saqueando as riquezas do continente africano. Pelo fim da dívida pública dos países africanos e fora tropas da ONU de todo o seu território!!! Por uma África livre do imperialismo.




Tópicos relacionados

Trabalho Escravo   /    Futebol   /    Negr@s

Comentários

Comentar