Política

SAÚDE

João Dória propõe "corujão da saúde’’ para a população pobre

Diana Assunção

São Paulo | @dianaassuncaoED

sábado 10 de setembro| Edição do dia

Uma das propostas que o candidato a prefeito João Dória tem para saúde é criar os chamados corujões da saúde. Esta proposta consiste em utilizar a estrutura dos hospitais privados, para os hospitais municipais atenderem a população no período da madrugada. Dória ao criar esta proposta, faz demagogia falando que é para reduzir o numero de filas por exames na cidade.

Esta proposta do candidato tucano João Dória apenas mostra que o fato dele ser um grande empresário e ter uma mansão num valor milionário, ele está bem distante da vida da maioria da população da cidade de São Paulo. Esta proposta do candidato tucano apenas mostra que ele não entende como funciona a vida de um trabalhador, até porque ele faz parte dos ricos e nunca precisou trabalhar na vida.

Como João Dória vem fazendo em sua campanha eleitoral, ele quer aprofundar radicalmente a privatização que já vem ocorrendo na cidade de São Paulo. Por isso um dos interesses ao propor este absurdo é incentivar parceria público privado na cidade de São Paulo. Ao propor esta medida, sabemos que Dória não possui nenhum compromisso com a saúde publica, pois ele quer que os tubarões da saúde privada lucrem em cima do sofrimento da população pobre.

Ao propor esta medida, João Dória se coloca contra um direito elementar dos trabalhadores que é ter licença medica quando precisar ir ao hospital. E todos nós sabemos que vivemos num período de crise econômica capitalista, onde os patrões reivindicam que os governos "desburocratizem as relações trabalhistas’’. O que João Dória quer é que a população pobre trabalhe doente para dar lucro aos seus patrões.

Lutemos por SUS totalmente público, gratuito e de qualidade a serviço dos trabalhadores e da população pobre. Para isso acontecer é necessário expropriar a fortuna dos grandes capitalistas como o João Dória que está pouco se importando com a população. Como candidata a vereadora de São Paulo e como diretoria licenciada do Sindicato dos Trabalhadores da USP, estou travando uma dura batalha contra a reitoria da USP contra a desvinculação do HU e quero lutar em defesa da saúde publica na cidade de São Paulo. Para fortalecer esta luta é preciso construir uma voz anti capitalista na câmera dos vereadores de São Paulo.




Tópicos relacionados

Diana Assunção #UmaVozAnticapitalista   /    Eleições 2016   /    Política

Comentários

Comentar