Política

ELEIÇÕES 2018

João Dória e Marcio França disputarão segundo turno em São Paulo

As eleições a governador em São Paulo irá para segundo turno com João Dória (PSDB) e Marcio França (PSB). O tucano milionário fez uma campanha apoiado no discurso empresarial e no golpismo destilando ódio ao PT, Marcio França conseguiu avançar nos últimos dias disputando com Skaf os três foram entusiastas do golpe.

domingo 7 de outubro| Edição do dia

O Tucano milionário deixou a prefeitura de São Paulo para concorrer a governador, ele mostrou seu perfil reacionário na cidade paulista protagonizando diversos escândalos, como a proposta de “ração humana” do prefeito a ser dado a população de rua, ele cortou merenda das crianças. Foi um grande apoiador do golpe e parte da direita mais reacionária no país, destilando seu ódio à esquerda e aos trabalhadores.

Dória tentou atacar os trabalhadores do município com uma reforma da previdência municipal, quando foi derrotado por uma forte greve que teve as professoras municipais à frente.

Com a crise do PSDB, Dória se aproximou mais do discurso anti petista declarando apoio a Jair Bolsonaro em seu discurso pós resultado eleitoral. O tucano é o próprio empresariado colocando seus interesses ant-trabalhadores no governo, apoiando as reformas reacionárias como da previdência e trabalhista.

Marcio França avançou nos últimos momentos baseado no voto contrario ao PSDB, contudo o próprio candidato do PSB foi vice de Alckmin, vetou a verba do hospital Universitário, propõe parceria pública privada do metro e outras medidas próprias da direita. Paulo Skaf acabou derrotado, o presidente da FIESP, é dos mais entusiastas do golpe, das reformas e apoiador de Bolsonaro, na declaração de França pós resultado eleitoral, declarou que Paulo Skaf é seu amigo.

Dessa forma a disputa paulista será definida entre duas figuras de direita que não podem dar qualquer alternativa a população.




Tópicos relacionados

PSDB   /    Política

Comentários

Comentar