Política

NOSSAS VIDAS VALEM MAIS QUE O LUCRO DELES

Jereissati Filho: o lucro acima das nossas vidas

Carlos Jereissati Filho, presidente da Iguatemi, em declaração para a Folha de São Paulo, fala com orgulho do plano de reabertura do comércio, que investiu bilhões para salvar os empresários lojistas, enquanto seguem colocando as vidas da classe trabalhadora em risco.

terça-feira 23 de junho| Edição do dia

O empresário fala à Folha e se gaba desse investimento, dizendo que o principal contágio se dá nos transportes públicos e não no comércio, além de que todo um aparato de segurança foi organizado para a segurança nos estabelecimentos. Faz coro com a política do governo que pensa nos empresários e não nos trabalhadores, afinal de que forma esses chegarão ao trabalho? De transporte público.

Contrapõe a reabertura do comércio comparando-nos com outros países onde nas suas palavras “tiveram casos muito gritantes e tiveram problemas maiores”. Em quais dados se baseia para dizer isso não sabemos muito bem, visto que o Brasil é o novo epicentro mundial da pandemia e a cada dia o número de mortes só aumenta, já passam os 50 mil.

O discurso do “novo normal” se faz presente em sua fala, mas que novo normal é esse? Apenas assumir que para manter o lucro dos capitalistas, esses que seguem em seus isolamentos, colocam a vida de milhares de trabalhadores em risco que veem seus salários diminuídos, suas situações de trabalho cada vez mais atacadas, seus direitos suprimidos e ainda correndo o risco de contaminação nos transportes e locais de trabalho, além de terem de lidar com os EADs e seus filhos em casa.

A cada dia, em cada discurso, fica mais e mais claro que para os capitalistas nossas vidas pouco importam, desde que seus lucros permaneçam intactos. O governo Bolsonaro, junto aos militares apoia e incentiva que sejamos nós a pagar por essa crise, e “e daí” se morrerem milhares por isso. A força da classe trabalhadora organizada pode por fim a ganância capitalista, impor o fora Bolsonaro, Mourão e Militares e impor uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana que sem nenhuma confiança nos golpistas e no STF, mude as regras do jogo.




Comentários

Comentar