Política

CRISE POLÍTICA

Já começou o rodízio de cargos para salvar Temer

O "rodízio" de cargos da podre política burguesa já começou, Temer esta entregando cargos em estatais para garantir os votos contra sua denúncia na Câmara, veja abaixo.

quinta-feira 20 de julho| Edição do dia

Temer publicou no Diário Oficial da União a troca de chefes em estatais, favorecendo quem ele acha que votará à seu favor contra a denúncia de corrupção passiva que vai ao plenário da Câmara em agosto.

Foi exonerado Thiago Martins Milhim, a direção do departamento de administração da Funasa (Fundação Nacional da Saúde), porque Renata Abreu (Podemos-SP) votou contra Temer na CCJ, rompendo o espúrio acordo que levavam juntos até então em nome das reformas contra os trabalhadores.

Já o PSC de Jair Bolsonaro e do líder do governo no congresso, André Moura, ganhou cargo. Matheus Belin e Antônio Ricardo de Oliveira Junqueira foram os nomes negociados para a diretoria da Dataprev em troca do "sempre disponível" voto deste reacionário partido.

Tudo tem um preço, e no caso da inocência de Temer, vai ser paga com cargos públicos e favorecimento no governo.

O DEM, bajulado pela Globo e por Temer ao mesmo tempo, também foi agraciado. Roberto Postiglione de Assis Ferreira Jr. foi nomeado diretor de planejamento e avaliação da Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste).

Desta forma, os políticos continuam fazendo o que sempre fizeram, negociatas pelos cargos, cargos estes que depois aparecem no noticiário em ações midiáticas da Operação Lava-Jato que finge investigar o uso das estatais a favor de empresários, empreiteiros e capitalistas que lucram com tudo isso enquanto atacam os trabalhadores com as reformas.

Só mesmo uma constituinte livre e soberana imposta pela luta dos trabalhadores pode fazer com que os capitalistas e seus políticos paguem a conta da crise e abra espaço para acabar com a exploração e a corrupção capitalista através de um governo de trabalhadores.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Política

Comentários

Comentar