Sociedade

AMAZÔNIA LEILOADA

Ivete Sangalo e artistas contra decreto de Temer que leiloará enorme fatia da Amazônia

Ivete Sangalo, Gisele Bündchen, Elba Ramalho, Thiago Lacerda e outros famosos se manifestaram nas redes sociais contra o decreto que extingue a reserva de Renca no Norte do País.

sexta-feira 25 de agosto| Edição do dia

A área que será leiloada possui duas reservas indígenas e nove parques ecológicos e uma imensa biodiversidade que está sendo atacada pela mineração. A área que será cedida para mineração equivale ao estado do Espirito Santo, a extensão da Dinamarca pu oito vezes a dimensão do Distrito Federal.

Revogar a reserva de 1984 possibilita que ela seja concedida para mineração, já que tem um potencial para a exploração do ouro.

Com a hashtag “Todos Pela Amazonia”, famosos demonstraram seu descontentamento e começaram uma campanha pelas redes sociais contra essa medida do golpista Temer.

Postagem da Ivete Sangalo no Instagram:

Quanta notícia difícil de aceitar. Brincando com o nosso patrimônio? Que grande absurdo. Tem que ter um basta .

Uma publicação compartilhada por Veveta (@ivetesangalo) em

Postagem de Thiago Lacerda no Instagram:

Postagem de Marina Ruy Barbosa no Instagram:

Não temos muito o que comemorar. O Brasil anda em crise, vivemos tempos instáveis e agora nem o meio ambiente está seguro. Se há alguns anos, celebrávamos a diminuição do desmatamento na Amazônia, hoje estamos preocupados com o futuro da floresta. Ontem foi aprovado um decreto que extingue uma reserva ambiental na Amazônia. Especialistas em meio ambiente são unânimes em afirmar que a medida causará um impacto negativo na região. Segundo eles, o desmatamento vai ser mais intenso, haverá mais queimadas e mais poluição nos rios, tribos indígenas podem ter suas integridades ameaçadas, além de ter conflitos por terras. Precisamos defender a Amazônia! #todospelaamazonia 🙏🏻🙌🏼

Uma publicação compartilhada por Marina Ruy Barbosa (@marinaruybarbosa) em

Postagem de Elba Ramalho no instagram:

#todospelaamazonia💚

Uma publicação compartilhada por Elba Ramalho (@elbaramalho) em

A tragédia anunciada já é visível na Reserva Renca, estudo apontou que 81% das espécies investigadas há contaminação por mercúrio, além de índios contaminados, 187 peixes foram analisados coletados em 33 locais diferentes, sendo que 151 apresentaram contaminação. Cinco espécies tinham mais de 50% dos indivíduos com níveis superiores a 0,5 mg/kg, que é o limite de tolerância da OMS (Organização Mundial de Saúde), para consumo humano.

Fonte de Imagens: Instagram e Site skyscrapercity




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Sociedade   /    Meio Ambiente

Comentários

Comentar