Economia

Itaú comemora vitória de Bolsonaro e recomenda a clientes investirem na Bolsa

Diversos clientes do banco têm relatado que receberam um comunicado da empresa em que comemora a vitória de Bolsonaro e que vê com bons olhos a probabilidade de aprovação das reformas , por isso conclui fazendo um chamado para o investimento na bolsa.

terça-feira 30 de outubro| Edição do dia

Despindo-se de vez da aparente isenção do mercado, o Itáu Unibanco resolveu divulgar um comunicado aos seus clientes em que saúda o presidente eleito Bolsonaro. Durante o comunicado, muitos são os argumentados levantados a favor do representante da extrema-direita: a plataforma liberal em suas propostas econômicas, com direito a menção direta ao "fiador" dessa plataforma: o ex-membro do setor financeiro e ultraneoliberal Paulo Guedes; a habilidade do presidente para se valer da demanda por "ordem e segurança"; mas acima de tudo isso o cenário favorável para a aprovação das "reformas no campo fiscal e a reforma da previdência no Congresso Nacional".

O posicionamento do comunicado é bastante explícito do desejo do mercado, desde que assegurada as reformas e os demais ataques a classe trabalhadora, principalmente a da previdência, não importa a "plataforma conservadora", querendo dizer o discurso racista, machista e lgtfóbico que o candidato promoveu e resultou no assassinato de negros, mulheres e lgbt’s por todo o país. Essa posição das "reformas acima de tudo e todos", foi corroborada na fala do próprio presidente do Itaú, que inclusive deixa claro que a mãe de todas as reformas como é chamada, já não é o suficiente para agradar ao mercado:

“A principal, no sentido de que precede as demais e é mais urgente, é a reforma da Previdência. Mas se ficarmos só nisso, o crescimento vai ser medíocre”, afirmou.

O posicionamento explícito do banco é uma continuidade dos movimentos que se deram no fim do primeiro turno durante a eleição, quando diversos setores da burguesia migraram de vez da candidatura falida de Alckmin para a reacionária candidatura do deputado, movimento escancarado a cada subida nas pesquisas de Bolsonaro que vinha acompanhada da subida da bolsa, o que quase resultou em sua vitória ainda no primeiro turno.

A declaração de seu presidente e o comunicado do Itaú veem no mesmo momento em que o banco divulga seu resultado, para variar, seu lucro líquido cresceu 3,2%, para R$ 6,5 bilhões somente no último trimestre. A declaração e o resultado financeiro do banco são a demonstração de que para os capitalistas não há crise, mas ainda assim seu desejo é aprofundar o arrocho sob os trabalhadores, nem que para isso tenham que recorrer ao personagem mais selvagem e autoritário que despontou da degradação de nosso regime. A mensagem está dada: basta garantir a reforma e nossos lucros que de resto seguiremos comemorando juntos.




Tópicos relacionados

Itaú   /    Bolsonaro   /    Economia   /    Política

Comentários

Comentar