Irajá Abreu, senador do PSD, é acusado de estupro

Uma mulher de 22 anos registrou na madrugada desta segunda-feira (23) um Boletim de Ocorrência por estupro contra o senador Irajá Abreu (PSD-TO), filho da senadora Kátia Abreu (PP-TO)

terça-feira 24 de novembro de 2020| Edição do dia

Conforme informações que foram transmitidas pelo jornalista José Brito, da CNN Brasil, a modelo, com identidade preservada, que conheceu Irajá de Abreu no Jockey Club em um almoço neste último domingo, dia 22. Em boletim de ocorrência, a vítima afirma à polícia que foi dopada, com isso veio a perder a consciência, e, involuntariamente, foi levada para um flat em um hotel no Itaim Bibi e que quando acordou estava sendo violentada sexualmente.

No Boletim de Ocorrência, registrado no 14º Distrito Policial de Pinheiros, em São Paulo, a modelo diz que acordou com o investigado em cima ela, a penetrando sem preservativo, e dizendo frases como: “agora, você é minha” e “estou apaixonado”. "Ela relatou à polícia que ficou com medo de ele bater nela e, por isso, não resistiu ao abuso, mas pedia insistentemente para ir ao banheiro e tomar água, o que ele não deixava. Quando ela conseguiu ir ao banheiro, após dizer que estava passando mal, se trancou e começou a pedir socorro", diz a CNN Brasil.

Ocorre uma investigação do caso, estão ainda sendo apurada as imagens das câmeras de segurança do hotel e da boate frequentados e o flat vai passar por pericia criminal. Irajá Abreu alega inocência. O Esquerda Diário seguirá os resultados do caso.




Tópicos relacionados

PSD   /    Centrão   /    Estupro

Comentários

Comentar