LAVA-JATO

Investigado da Lava Jato está foragido em Portugal

sexta-feira 2 de fevereiro| Edição do dia

Imagem: O Globo

Segundo a Justiça portuguesa, Raul Schmidt, um dos operadores do esquema de corrupção investigado pela operação Lava Jato, está foragido. Após averiguação policial o acusado nunca foi encontrado em sua casa.

Schmidt, que tem cidadania portuguesa, estava proibido de se ausentar do país sem autorização do Tribunal, e seu passaporte estava apreendido. Também tinha que se apresentar semanalmente na polícia. Entretanto, desde a última decisão do Tribunal Constitucional, vinha faltando às apresentações e enviando seu advogado.

Na semana passada, a Justiça portuguesa autorizou a extradição de Schmidt ao Brasil. A decisão foi tomada em última instância, sem possibilidade de recurso. De acordo com o MPF (Ministério Público Federal), Schmidt intermediou pagamentos de propina para ex-gerentes e ex-diretores da Petrobras por meio de contas no exterior. Também teria atuado ilegalmente em favor de empresas estrangeiras interessadas em contratos para a construção de plataformas de petróleo. Ele havia sido preso em Portugal em março de 2016 na primeira fase internacional da operação Lava Jato.

Schmidt entrou com processo e conseguiu no início deste ano a naturalização portuguesa para evitar a extradição.




Tópicos relacionados

Operação Lava Jato

Comentários

Comentar