Educação

MINISTRO DA INCOMPETÊNCIA

Internauta diz que é de Belo Horizonte e Weintraub pergunta: “Qual seu Estado?”

Abraham Weintraub não cansa de dar mostras do porque sua administração no ministério da Educação, na verdade possui um caráter anti-educação.

sexta-feira 28 de fevereiro| Edição do dia

Não bastasse as inúmeras mostras de incompetência, com os diversos erros nos quais os estudantes que prestaram o ENEM se viram envolvidos, o ministro, apesar da postura arrogante, comete um sem número de erros descabidos que mostram sua ignorância num nível básico de educação.

Desde erros ortográficos até erros de geografia. Como o mais recente, em que mesmo uma internauta tendo se identificado como moradora de Belo Horizonte, Weintraub ainda interrogou sobre o estado em que residia sua interlocutora.

Esses erros são apenas a face mais externa que evidenciam o caráter anti-educação de Weintraub. Para além das demonstrações de ignorância, o que de fato preocupa são as demonstrações de obscurantismo e reacionarismo que colocam ainda mais em risco a educação em nosso país.

À frente da pasta Weintraub já promoveu cortes de verbas das universidades e institutos federais que colocaram sob risco o funcionamento das entidades, corte também de bolsas de pesquisa científica, sendo o mais recente ataque a suspensão na contratação de e até 19,5 mil professores e técnicos em universidades e institutos federais. São vagas previstas na LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2020, sancionada no mês passado, e já no horizonte das universidades para serem repostas, com concursos finalizados e listas de selecionados divulgadas.

Todos esses ataques são revelações da verdadeira essência do projeto de Weintraub, e do governo Bolsonaro, no âmbito da educação, que é um caráter anti-educação, de desmonte e destruição.




Tópicos relacionados

Abraham Weintraub   /    Weintraub   /    Educação

Comentários

Comentar