Política

PESQUISA ELEITORAL

Instituto de direita pede que TSE censure pesquisas que incluam Lula

Argumentando que o nome de Lula “viola segurança jurídica das eleições”, o IDL (Instituto Democracia Liberal) entrou com pedido no TSE que pede a proibição da circulação de pesquisas com o nome de Lula entre os candidatos. Uma expressão absurda do que as crescentes arbitrariedades jurídicas tem permitido setores da direita proporem medidas absurdas, diretamente de censura.

segunda-feira 27 de agosto| Edição do dia

Em nome da segurança jurídica, argumento semelhante para justificar diversas medidas de flexibilização dos direitos trabalhistas, pede que Ibope, Datafolha, Paraná Pesquisas e Vox Populi sejam proibidas de divulgar suas pesquisas.

Há distintos mecanismos restritivos a participação de Lula nessas eleições, a mais importante está nas mãos do TSE. Porém, além disso tentar impedir que participe de debates, entrevistas, tenha tempo de televisão. São uma sequência de determinações do Judiciário sobre quem poderá ou não participar das eleições, como se tivesse que tutelar o voto popular.

Apesar do PT ter responsabilidade ao ter aberto caminho ao golpe, se aliando a direita e fortalecendo o Judiciário, aprovado a Lei Ficha Limpa, e mostrado que poderia atacar os trabalhadores no segundo mandato do governo Dilma, cada passo contra a candidatura de Lula é um passo à frente do Judiciário contra o resto de influência dos trabalhadores no regime democrático burguês. Uma perseguição do direito da população votar em quem quiser.




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    Lula   /    Política

Comentários

Comentar