Juventude

DIREITA REACIONÁRIA

Instituto Liberal de São Paulo ataca movimento estudantil da USP

Nesta sexta-feira o Instituto Liberal de São Paulo presidido pelo direitista Rodrigo Constantino, ex-colunista da Veja publicou com destaque em sua página um vídeo de Jéssica Antunes, diretora do Centro Acadêmico de Letras da USP, onde atacam a esquerda e o movimento estudantil.

sexta-feira 8 de abril de 2016| Edição do dia

Com quase 500 mil visualizações no Facebook, 12 mil compartilhamentos e 8,5 mil curtidas o Instituto Liberal de São Paulo que reúne nomes da direita no país além de ter relações com o Movimento Brasil Livre de Kim Kataguiri, dedicou os esforços de sua página no Facebook a difundir com ódio de classe um vídeo de Jéssica Antunes, diretora do Centro Acadêmico de Letras da USP. O vídeo em questão se trata de uma das falas de abertura do lançamento da Faísca - Juventude anti-capitalista e revolucionária que ocorreu este mês com mais de 400 jovens em São Paulo.

No post, o Instituto Liberal de São Paulo diz "Essa é a Jessica Antunes. Jessica é do Centro Acadêmico do Curso de Letras (FFLCH) da USP. Nesse vídeo, Jessica estava fundando a "Juventude Anticapitalista e Revolucionária" com um microfone capitalista opressor, sentada numa cadeira capitalista opressora e cercada por águas minerais engarradas por uma empresa igualmente capitalista opressora. Jessica acredita que ela é que deve escolher os juízes e que eles não podem ser formados nas melhores escolas dos EUA. Jessica acredita que a Lava Jato é uma operação para privatizar a Petrobras (uma pena que não seja), que o impeachment é uma medida "anti-democrática e reacionária" (enquanto não sabe sequer que foram milhões de pessoas que votaram nas eleições) e que a melancia socialista chamada Marina Silva e o social-democrata Aécio Neves são "direita". Na cabeça oca e ignorante de Jessica, dar calote em milhões de credores da dívida externa não teria efeito algum, o ensino privado deveria ser estatizado (vide as "maravilhosas" escolas estatais!), não há escassez de recursos (logo podemos abolir o vestibular e todo o Brasil estudar nas universidades, eeeee), o dinheiro da educação estatal cai do céu ("educação pública, gratuita e de qualidade") e todos devem ter "direito" a tudo, dado pelo estado com o dinheiro roubado dos outros, claro (...)".

A maioria dos mais de 6 mil comentários expressam o pensamento reacionário de setores da direita que defendem o impeachment no país, bem como milhares de comentários machistas e homofóbicos. O Esquerda Diário conversou com Jéssica Antunes sobre as postagens "Nem sabia o que era esse Instituto Liberal e quando vi este post deles ficou na cara que não suportam quem questiona o capitalismo, justamente porque o discurso liberal e de uma suposta liberdade é toda pra fortalecer este sistema. A questão é que eles acham que esse capitalismo podre deu certo, que as pessoas ricas conquistaram porque trabalham mais, e os bilhões de pobres não fazem por merecer e por isso devem mesmo ter uma vida de miséria. Estes liberais não são nada burros, defendem seus interesses de classe. E essas idéias sim são velhas. Estamos aqui pra mostrar que as idéias revolucionárias estão mais vivas do que nunca, e incomodam demais!".

Sobre o discurso de ódio contra sua pessoa, Jéssica comentou que

Não estão atingindo apenas a mim, querem atingir toda uma camada da juventude que se levantou não somente nas jornadas de junho de 2013, mas também nas lutas de secundaristas e no movimento estudantil.

"Somos uma geração que não acredita no governo que aí está, mas tampouco cai neste canto de sereia da liberdade de Kim Kataguiri. Nós odiamos esta direita reacionária e que se dedica o tempo todo a sustentar a opressão contra as mulheres, os negros e homossexuais. Este é o pensamento real da direita brasileira, que quer o impeachment pra atacar e oprimir muito mais. Eu tô é dando gargalhada desse povo coxinha que já rendeu mais de 500 mil visualizações pro vídeo. E ao mesmo tempo sei que são muitos os jovens neste país que querem acabar com este sistema capitalista, e destes jovens muitos são mulheres ou meninas como eu. Continuaremos lutando como uma menina contra esta direita que quer nos oprimir", finalizou.

Veja abaixo alguns dos comentários dos seguidores do Instituto Liberal de São Paulo.




Tópicos relacionados

Juventude

Comentários

Comentar