AUMENTO DO DÓLAR

Incertezas políticas produzem maior alta do dólar desde junho de 2016.

quarta-feira 25 de abril| Edição do dia

Nesta quarta-feira, 25 de abril, o dólar fechou em alta atingindo R$3,4840, acumulando cinco aumentos consecutivos. É o maior valor desde 13 de junho de 2016. O aumento da moeda norte americana vem sendo influenciado pelo aumento das taxas de juros por parte dos Estados Unidos, atraindo investimentos internacionais.

Além da tendência geral de atração de investimentos globais nos títulos norte americanos, a valorização do dólar sobre o real também esta associada ao cenário político brasileiro. Analistas sugerem que um dos fatos políticos que pode ter pesado sobre a desvalorização do real neste dia foi a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de retirar dos processos que estão nas mãos de Sérgio Moro trechos de delações feitas por executivos da Odebrecht que envolvem o ex-presidente Lula.

Por outro lado o senário incerto das eleições de 2018 influencia a tendência de cautela dos investidores internacionais na economia brasileira. Mesmo após a prisão de Lula, este segue liderando as pesquisas de intenção de voto com ampla vantagem em relação aos demais candidatos. Isto é um sinal de que segue a instabilidade política no país, tirando a garantia de implementação de reformas e ajustes que favoreçam os grandes investidores mundiais mesmo após eleições, ao mesmo tempo Lula continua descartado pelo mercado mundial como o candidato preferido para implantar as reformas.

Assim, trata-se não apenas de um receio frente aos cenários abertos da crise política brasileira somado a um possível ceticismos perante as eleições e os resultados efetivos da Lava Jato em tentar estabilizar o país, mesmo após a prisão de Lula, mas também é um recado do mercado financeiro, exigindo mais garantias de seus agentes políticos no Brasil para que medidas econômicas sejam o aplicadas ao seu gosto.




Tópicos relacionados

Crise política   /    crise econômica

Comentários

Comentar