Internacional

GRÉCIA

Incêndios na Grécia deixam pelo menos 74 mortos e 187 feridos

No dia de ontem, 24, o corpo de bombeiros divulgou última contagem de afetados pelos incêndios florestais, totalizando 74 mortes e 187 feridos. O incêndio é considerado o pior a ocorrer na Grécia em mais de uma década

quarta-feira 25 de julho| Edição do dia

O incêndio começou na tarde desta segunda-feira, 23, na região nordeste do país, se localizando há cerca de 50 quilômetros da capital grega, Atenas. As autoridades naquele momento divulgaram que haviam 20 mortos e 104 feridos.
Entretanto, o número de mortos e feridos por esses incêndios florestais cresce a cada balanço realizado pelo corpo de bombeiros. Ontem, 24, foi realizada última contagem, divulgando 74 mortos e 187 feridos.

Além disso, o fogo provocou a destruição de centenas de casas, interrompeu o serviço em grandes vias de transporte do país, destruiu conexões ferroviárias e obrigou centenas de pessoas a fugirem para se salvar. O balneário de Mati se encontra totalmente destruído, concentrando a maior quantidade de mortos e feridos por ser um povoado turístico neste período do ano.

Entre as causas dos incêndios, a mais provável é a explicação climática: o inverno este ano, que costuma ser mais úmido, foi seco, ressecando a vegetação. Portanto ao chegar o verão que já é normalmente seco, havia as condições para a criação e alastramento do incêndio. Os ventos da região igualmente ajudaram a alastrar rapidamente o fogo que segue avançando.

Incêndios semelhantes já ocorreram no país em outras ocasiões. Em agosto de 2007 dezenas de pessoas morreram por conta de um incêndio que devastou o sul grego. Entretanto, o incêndio atual é considerado o pior a ocorrer no país nos últimos anos.
Até agora a Grécia conta com centenas de bombeiros para combater os incêndios. O exército também foi acionado e no dia de ontem, 24, aviões de combate a incêndio vindos de demais países europeus chegaram ao país. O primeiro-ministro, Alexis Tsipras, estava viajando à Bósnia e devido aos incêndios, retornou mais cedo, declarando luto nacional de três dias para as famílias desabrigadas, os mortos e feridos.




Tópicos relacionados

Incêndio   /    Grécia   /    Internacional

Comentários

Comentar