Política

CIDADE À VENDA

Inacreditável: comercial de Doria coloca SP em liquidação

Veja o vídeo institucional de João Doria exibido na viagem às cidades de Dubai, Abu Dabi (Emirados Árabes) e Doha (Catar), aonde se encontrou com alguns dos maiores fundos de investimentos mundiais. Ele promete no vídeo vender os postes das ruas o Ibirapuera, O Pacaembu, Interlagos e até mesmo cemitérios.

terça-feira 14 de fevereiro de 2017| Edição do dia

O vídeo em inglês foi parte da apresentação de Dória no World Government Summit em Dubai, aonde o “gestor” eleito para comandar a principal capital do país anunciou a venda “no atacado” de tudo o que é público em São Paulo. O vídeo inicia mostrando muito claramente para quem Dória governa, propagandeando São Paulo como tendo sedes de 65% das empresas Latino-americanas listadas na Fortune 500, uma lista das empresas que mais lucram com a exploração capitalista.

Em seguida, a propaganda de venda de tudo que é público em São Paulo começa a listar o que Dória pretende privatizar, com o “maior programa de privatização da história da cidade”:

De parques e estádios de Futebol até cemitérios! Vejamos a lista: Autódromo de Interlagos, Anhembi, o Estádio do Pacaembu, Parque Ibirapuera, Mercado Municipal de São Paulo, terminais de ônibus, o sistema do Bilhete único, os serviços funerários, o serviço de iluminação pública.

E para explicar sua intenção de vender tudo o que é público, destruindo os serviços acessados pela população seja na entrada de um parque, na necessidade enterrar um ente querido, ou ter acesso facilitado ao transporte público caótico, João Dória deixa bem claro no próprio vídeo: é que São Paulo dá assistência preferencial aos empresários, em uma transação rápida à custo baixo e com “pouca burocracia”.

Para terminar a venda de tudo o vídeo anuncia venda de terrenos em “locais estratégicos".

Com Doria, a cidade é cinza, privatizada, a iluminação está em risco pois passará a ser orientada explicitamente ao lucro, o lazer privatizado para quem puder pagar para usufruir de um parque, nem mesmo os mortos terão sossego.




Tópicos relacionados

João Doria   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar