Sociedade

DENÚNCIA

Igreja Universal: do projeto Escola sem Partido à denúncia de tráfico de crianças

Em recente matéria divulgada pela TVI de Portugal, a Igreja Universal, a mesma do Crivella e do Bispo Edir Macedo, é denunciada por tráfico de crianças. Esta igreja que defende com unhas e dentes o projeto Escola Sem Partido para proibir debates críticos nas escolas, é a mesma que hoje é acusada de tráfico de crianças.

terça-feira 12 de dezembro de 2017| Edição do dia

A denúncia é baseada no levantamento de mais de 10 mil documentos e 40 processos sobre os episódios, é fruto do trabalho das jornalistas Alexandra Borges e Judite França que batizaram a reportagem como "O segredo dos Deuses".

"Estas mães literalmente foram roubadas no que diz respeito aos seus filhos", afirma Alexandra Borges. A fachada para a rede de tráfico funcionava no ‘projeto Lar Universal’, mantido pela Igreja Universal de Lisboa, desde a década de 1990. Na época, os abrigos recebiam crianças roubadas de famílias em situação de vulnerabilidade social para, posteriormente, serem adotadas por pastores de bispos a IURD.

A nota da própria Universal, que pode ser conferida aqui, acusa Alfredo Filho (pivô das denúncias contra a Igreja), de ter rompido o silêncio que assinou quando saiu da Igreja em 2014.

Em seu discurso contraditório de querer defender as crianças da ideologia de gênero, a Universal hoje é denunciada por tráfico de crianças, o que escancara a hipocrisia dos setores de direita ao querer proibir debates fundamentais nas escolas. Este projeto de educação, aliado à reforma da previdência e e à reforma trabalhista, serve para precarizar ainda mais o futuro trabalho de nossas crianças e o nosso também. Não podemos permitir.




Tópicos relacionados

Escola sem partido   /    Sociedade

Comentários

Comentar